Entre Belo Horizonte e Bom Despacho, centro a centro, são aproximadamente 160 km de distância saindo de nossa cidade pela Rua do Rosário, BR-262, Via Expressa e até que enfim a Rodoviária da Capital. Qualquer carro respeitando 80km/h faria em 2 horas ou 120 minutos. Mas gastar 217 minutos ou melhor, mais de 3 horas e meia, já seria um grande sofrimento. Some a isso um ônibus de carreira sem ar condicionado (ou muito mal funcionando) e fazendo paradas em rodoviárias de outras cidades. Pois bem, é assim que qualquer bondespachense sofre em toda viagem até a capital do Estado.

Antes das obras de duplicação entre Betim e Nova Serrana a mesma viagem de ônibus poderia ser feita em 2 horas e meia. Somente com algum problema como acidente ou chuva forte é que esse tempo não era cumprido. A estrada não dava condições para ultrapassagens responsáveis e quando faltava manutenção parecia um queijo suíço com tantos buracos. Mesmo assim o guerreiro busão chegava em menor tempo que hoje em dia.

Veio a duplicação, mais de 1 ano de obras, continuas e dividas em 3 grandes trechos. Os erros de engenharia rodoviária continuaram, como as curvas entre o Roda D´água e o Milhão, poderiam com pouco esforço serem exterminadas. Além do mais não chegou em Nova Serrana, ficou até o entroncamento para Divinópolis. O rally começa no trecho mais perigoso, quantos e quantos acidentes já aconteceram e ainda vão acontecer, serão incontáveis. No final deste ano o trecho de quase 10 km na via urbana da BR 262 em Nova Serrana será finalizado até final de 2014.

Esta semana foi a leilão a concessão de diversos trechos de rodovias no Brasil, entre eles Betim a Uberaba pela BR 262. Venceu o grupo Triunfo Participações e Investimentos, com deságio de 52% para cada 100 km pedagiado. Em Florestal vamos ter uma parada de pedágio, com esses recursos o que se espera é a manutenção do trecho duplicado existente e a expansão de Nova Serrana até Uberaba, o que irá beneficiar diretamente Bom Despacho.

Mesmo assim o trecho de ônibus até BH dificilmente ficará mais ágil. Vejam bem, não é um reclamação, mas sim uma constatação, triste , mas verdadeira. Quando a rodovia duplicada estiver concluída os grandes centros como BH e Betim terão muito mais carros circulando, Nova Serrana estará quase com 90 mil habitantes (isso serão mais de 30 mil motos irresponsáveis), a potência dos motores dos caminhões quase duplicarão e competindo com carros pequenos pé de chinelo no tapete de asfalto.

O futuro não é promissor com essa política de transporte que estamos vivenciando. Cadê o trem? Ficou nos anos 70 e foi literalmente enterrado!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta