A Rua Antônio de Albuquerque na Capital mineira tem há anos uma associação de comerciantes. Com isso eles buscam manter o local sempre favorável ao comércio e seguro. Na mesma região o Projeto Savassi Viva tem uma missão maior que é cuidar de todo um bairro.

Em outro local de BH, os comerciantes do bairro Coração de Jesus criaram um grupo no WhatsApp para denunciar trambiqueiros e atos inseguros. Aproveitaram e fizeram uma manhã de sábado em julho para dar boas vindas ao segundo semestre e promover o comércio local. Tinha pipoca, música animada, faixas e panfletagem nos sinais.

Imagina agora além de favorecer comércio, segurança e turismo, realizar uma festa de Réveillon com mais de 1 milhão de pessoas. É o desfio da Time Square Alliance em Nova Iorque. A tarefa só é possível devido à união de governo, comerciantes e entidades.

Mais próximo de nós vemos os Comerciantes da Rua Dr. Miguel Gontijo agindo em favor de seus negócios. Recentemente, por motivo das festas juninas, ergueram lindas bandeirolas coloridas. Atrai a atenção de todos e nos convida a visitar o local e comprar em seus estabelecimentos.

Ter um negócio em nosso país não é nada fácil. Taxas e impostos nos oneram em algo próximo a 40%, é uma sociedade onde uma parte entra sem você pedir e muitas vezes não faz suas obrigações como deveria. A saída para resolver este desequilíbrio é construir alianças, mesmo entre concorrentes.

Essas alianças comerciais se bem estabelecidas traz benefícios a todos. Alguns podem perguntar: não seriam responsabilidades do Estado? Até mesmo a cobrança se intensifica e melhores resultados pidem ser alcançados. Somente com união nossa cidade terá mais comércio e assim mais empregos.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta