“A nota será no valor da conta?”

Assim fui abordado num restaurante em Santos/SP no mês de outubro. Como estava atento ao fato já sai emendando: “…é assim que o seu estabelecimento faz toda vez que um funcionário da empresa para a qual trabalho vem aqui?”. O caixa só não caiu para trás porque estava muito bem escorado na parede atrás de sua cadeira. Parece comum a todo viajante, não foi a primeira vez que isso me ocorreu. Fazendo rapidamente os cálculos, se o funcionário viaja todo dia, ao final do mês é possível juntar um dinheiro considerável fazendo essas “gambiarras”, para não chamar de safadezas. Seria uma extensão da famosa Lei de Gerson (aquela onde todo mundo tenta tirar vantagem de determinada situação)? Seria um problema cultural e histórico? Lembrando que fomos colonizados e quem veio para cá trabalhar prestava contas à Coroa Portuguesa.

Independente da origem o problema existe e é preciso ser tratado. De um lado as empresas precisam definir com clareza e bom senso os valores a serem pagos como diárias (almoço, deslocamento, hospedagem, etc). De outro lado as empresas prestadoras de serviços (restaurantes, postos de combustível, hotéis, etc) precisam também orientar aos seus funcionários a não procederem de forma desonesta alterando o valor final das contas, recibos e notas fiscais emitidos. No meio de tudo isso o funcionário que sai a trabalho e de viagem deve ter a consciência que não é ganhando R$10 ou R$20 reais por dia a mais, fazendo falcatruas, que ele irá compensar alguma desvalorização do seu trabalho (salário). Ou seja, o problema é sistêmico, não existe uma única causa, precisa ser tratado imediatamente e corrigido para o bem do nosso desenvolvimento.

Tratando a conseqüência e não as causas, sugiro às empresas a fazerem auditorias nas contas prestadas em prol de esclarecer os valores requeridos. Algumas dicas importantes:

– sempre exija nota fiscal, não aceite recibos;

– recibos de táxi devem conter o celular do taxista que prestou a viagem, vez ou outra ligue para conferir a corrida;

– estabeleça regras claras de uso de verbas para as viagens a trabalho, estabeleça um teto máximo de gastos diários para cada situação e peça comprovação de gastos quaisquer;

– visite pessoalmente ou telefone para os seus principais fornecedores de serviços (hotéis, restaurantes, postos, etc) e faça um trabalho de conscientização com eles.

Rápidas e Rasteiras:

TV aberta: como é o sinal de TV aberta na sua casa? Seu aparelho televisor recebe bem as imagens e sons dos programas? Na próxima edição vamos explorar esse tema, caso queira participar entre em contato pelo e-mail dessa coluna.

Luz para todos: depois de muita espera estão sendo realizadas as ligações nas propriedades rurais de Bom Despacho, mais uma etapa do Programa Luz para Todos. Visitando a zona rural é possível perceber a alegria que os produtores rurais estão sentindo ao receberem esse benefício.

Natal solidário: ocorre neste domingo dia 12/12/2010 mais uma edição do Natal Solidário. Esse ano a expectativa é de receber nas dependências do SESC mais de 2500 crianças bondespachense. O evento marca a união de vários clubes de serviço e instituições de nossa cidade.

Sucessão no Rotary Arraial: ficou definido os próximos presidentes do Rotary Club Bom Despacho Arraial: 2011/2012 será Gildásio Eustáquio Pinto, 2012/2013 será a companheira Elivânia Aparecida Amorim Melo e para 2013/2014 será o companheiro Marcos Antônio Gontijo.

Carne foi o produto que mais influenciou alta da inflação este ano: de janeiro a novembro, a inflação acumulada foi de 5,25%. Nesse período, preço das carnes subiu 26,79%, segundo dados divulgados pelo IBGE.

Varejo está mais otimista sobre faturamento no Natal: pesquisa da empresa Serasa Experian com mil executivos do setor mostra que 69% acreditam que o faturamento crescerá. Em 2009, 53% esperavam aumento.

Cadê a praça que tinha aqui? Será que o bode pastou? A foto foi tirada no último domingo, 05 de dezembro. No mesmo dia a Praça da Matriz tinha pichações, mendigos morando nos seus bancos, vendedores de abacaxi ao seu redor, lixo acumulado nos cantos e transbordando das lixeiras. No seu bairro as ruas estão assim? Existem praças mal cuidadas? Mande fotos para o contato desta coluna.

Posts Relacionados

One thought on ““A nota será no valor da conta?”

Deixe uma resposta