Para muitos voou, para outros demorou para acabar, uma infinidade de pessoas vão sentir saudades, o importante é que muita coisa aconteceu, seja nas nossas vidas pessoais ou na nossa sociedade.

Alianças entre Marina Silva e PSB (leia-se Eduardo Camps) tem mais a função de enfraquecer outras candidaturas do que propósitos com um programa de Governo para o Brasil. O próprio Aécio chamou em várias propagandas para conversar e não disse em 2013 para o que veio. Anastasia não sai do armário com seu vice (Alberto Pinto Coelho) com medo que ele possa crescer em popularidade. Lacerda em Belo Horizonte foi um prefeito mediano, mais com cara de chefe de Estado do que colocar em dia suas propostas para a capital mineira.

Prefeitura do Cabral em Bom Despacho tirou secretarias, algumas conseguidas no governo anterior, tentou emplacar uma série de ações, empacou em falhas como fechar buracos com terra, mas termina o ano com as contas e prejuízos dos desgovernos anteriores conhecidos. Atividades de esporte e culturais aconteceram, poderia é verdade acontecer mais, mas já foi grande avanço. A seriedade e postura demonstram muito. Não basta ser honesto, é preciso parecer honesto. Acaba  seu primeiro ano organizando a casa e se preparando para desafios como Saúde, Lixão, Geração de Empregos e Educação.

Promotor Giovani Vieira tem atuado na cidade, atento aos problemas da população e do meio do ano para cá tem aparecido nas redes sociais e com ações concretas para o interesse da coisa pública. Sua atitude para a proteção da Biquinha, cartão postal e histórico de BD, foi louvável e ele não está sozinho, a população tem apoiado.

Dr. Fernando Becker fez o 1o mandato como presidente da Câmara Municipal com resultados importantes, como as transmissões online, novo website, coordenação de grupos de trabalho para os interesses da população. Mesmo pressionado por muitos fez um excelente trabalho, calcado na baliza de boas decisões. Ricardo Alvarenga, seu colega de Câmara, tem se demonstrado mais uma vez o vereador mais atuante e junto com associações de bairro e organizações de ação social da cidade fez um ano com realizações importantes.

A cidade se fortaleceu no comércio e prestação de serviços. Há muito deixamos de ser uma das mais importantes bacias leiteiras para outras atuações. Reflexo disso é que o banco da Cooperativa é um dos mais atuantes do Estado de MG. Mais especialidades médicas têm aumentado a procura de pacientes não só da cidade, mas de toda a região. Unipac reforça sua posição e iniciou também atividades com cursos técnicos e educação a distância. Novas empresas construtoras têm se estabelecido, como a Elabore e a vinda da Gran Viver (Grupo Séculos).

Na Educação o Colégio Tiradentes com sua atuante diretoria trouxe de volta os anos dourados onde alunos ganhavam competições esportivas e provas de matemática, ciências, etc. Ainda tem muito o que ser feito, mas estão conseguindo “leite de pedra”, com determinação e continuidade.

Manifestações que ocorreram na cidade morreram na praia, é preciso ter oposição inteligente e participativa, não só para cobrar mas também para ajudar a implementar soluções.

O ano de 2013 trouxe avanços consideráveis, mas é preciso união e propostas de todas as áreas da sociedade, empresários, Igreja e casas de serviços para que a cidade tenha referência local e qualidade de vida para todos.

Esporte…

PS: últimos meses foram muito difíceis, atividades acumuladas durante o ano todo, uma série de desafios para romper, baterias em modo de emergência. Pensei seriamente em 2014 não continuar com a coluna semanal no Jornal de Negócios, talvez mensal, mas quando fui passar o Natal em BD eis que o milagre natalino aconteceu: uma pessoa perguntou porque não havia escrito na edição anterior. Enquanto houver um interessado, estaremos juntos! Contem comigo em 2014.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta