Os acontecimentos ocorridos em parques recentemente (como o caso da garota que morreu no Hopi Hari) e as 2 crianças mortas por causa de jet ski em São Paulo, são fatos que certamente não aconteceriam se um mínimo de bom senso e regras de segurança fossem obedecidas. São fatalidades que não precisavam ter ocorrido se os regulamentos e normas tivessem sido seguidos adequadamente.

Em Vinhedo/SP, onde se situa o parque Hopi Hari, a polícia está periciando o assento que se teve suas travas abertas propiciando a queda de uma jovem de 9 anos de uma altura de 20 metros (o que corresponde a um prédio de quase 6 andares). Todo parque para funcionar precisa de liberação do corpo de bombeiros e uma série de laudos de engenharia demonstrando que os procedimentos mínimos de segurança estão sendo seguidos. O grande problema é que os profissionais do corpo de bombeiros ou do Estado que avaliam as condições desses locais de lazer muitas vezes não conhecem todos os pontos que precisam ser avaliados e o trabalho executado fica superficial e aquém do necessário. Resultado: pessoas morrendo em parques grandes e famosos, bem como parques de interior do Brasil que visitam várias cidades ao ano.

Nos 2 acontecimentos trágicos com jet ski a imprudência e desrespeito às normas de uso equipamentos para esporte aquático foram totalmente deixadas de lado. Em um dos acidentes fatais uma criança morreu atropelada na praia por um jet ski conduzido por um jovem de 14 anos. No outro, o pai puxou o filho e o primo numa bóia e acelerou próximo das colunas de uma ponte. Mais uma morte foi causada por imprudência e falta de bom senso: o pai não tinha habilitação (arrais) para pilotar a embarcação.

Parece que quanto mais regras e normas são implementadas, mais acidentes graves e totalmente brutais acontecem. Enquanto não entendermos a importância que regras e regulamentos de segurança existem para serem seguidos, sempre vamos nos deparar uma hora ou outra com graves acidentes e fatalidades.

Pense nisso e bons projetos!

 

Rápidas e Rasteiras

Nova Serrana se prepara para realizar a 10ª Nova Serrana Feira & Moda:  de 05 a 08 de março de 2012, o Centro de Convenções de Nova Serrana, recebe a 10ª edição da Nova Serrana Feira e Moda. Segundo informações do Sindicato Intermunicipal da Indústria do Calçado de Nova Serrana (Sindinova), que realiza a feira semestralmente, o evento deve receber cerca de oito mil pessoas, entre representantes e lojistas de todo país, que conhecerão as coleções de outono-inverno de 250 marcas, movimentando R$38 milhões em negócios.

Dom Bertrand de Orleans e Bragança ministrou a aula Magna do curso de Direito: No dia 29 de fevereiro de 2012, o curso de Direito da UNIPAC Bom Despacho realizou a aula magna, no salão nobre do SESC Laces Bom Despacho, às 20h. A aula magna foi ministrada por Dom Bertrand de Orleans e Bragança, príncipe herdeiro do trono imperial brasileiro, que falou sobre o tema: “Brasil, um país predestinado a um futuro glorioso”.

Foto: UNIPAC Bom Despacho / Divulgação na Internet

Produtores Rurais de Arcos receberão máquinas agrícolas: os produtores rurais do Sobradinho de Arcos serão beneficiados com máquinas agrícolas orçadas no valor de R$ 35,1 mil. Os recursos são indicação do deputado estadual Antônio Carlos Arantes (PSC) por intermédio do deputado federal Paulo Piau (PMDB). Serão compradas uma plantadeira de R$ 15 mil, uma ensiladeira de R$ 15,5 mil e duas esparramadeiras de calcário de R$ 2,3 mil cada uma. De acordo com o engenheiro agrônomo da Emater de Arcos, Zenaido Lima da Fonseca, e o extensionista agropecuário também da Emater do município, Irani Muniz Leão, a aquisição das máquinas será um estímulo a mais para os jovens que trabalham no campo e um grande auxílio para os mais idosos, que têm sido a maioria da mão de obra na zona rural.

 Vem aí o 3. Festival de Talentos: o grupo Força Jovem, ligado à juventude bondespachense, fará mais um evento do seu festival no próximo dia 4, domingo. Poderão participar todos os artistas locais que queiram concorrer a bons prêmios. Mais informações pelos telefones (37)9137-9218 e (37)9945-0028.

Obra irregular ou oferecendo perigo: caso você queira fazer alguma denúncia procure a inspetoria local do CREA-MG localizada à Avenida São Vicente. Leve fotos e o endereço completo do local da obra ou reforma onde você identificou alguma irregularidade ou perigo para quem passa por lá. O CREA-MG deverá gerar um protocolo de seu alerta e em seguida fazer a vistoria. Toda obra para ser legal deverá ter uma placa com o responsável técnico da obra (RT) bem visível. Ajude a evitar acidentes, denuncie!

Faltam 90 dias para Bom Despacho comemorar 100 anos!

  • Mais informações sobre o Centenário em:http:www.senhoradosol.com.br
100 anos/ 100 soluções:

  • 76 – Centro de treinamento para operários da construção civil;
  • 77 – Mutirão para limpeza de bairros.

Mande sua sugestão de 100 soluções para a cidade para o contato desta coluna, sua participação é fundamental!

 

 

Posts Relacionados

Deixe uma resposta