Na última rodada do hexagonal final do Sul-Americano Sub-17, o Brasil enfrentou o anfitrião Chile. Jogando pelo empate para conquistar o título, a Seleção Brasileira fez mais e goleou o Chile por 5 a 0. Os gols foram marcados por Alan (3), Lincoln e Paulinho. Com o resultado, o Brasil conquistou o 12º título da competição, dessa vez de maneira invicta. As duas seleções garantiram vaga no Mundial da categoria, que será realizado no mês de outubro na Índia.

Advinha quem estava lá? O Bruno, bondespachense da gema e profissional competente na área de Fisioterapia.

Bruno Leite é filho do Anselmo e da Ana Maria . Seu pai é mais conhecido como Anselmo Assumpção, porque trabalhou muito tempo na Casa Assumpção. Além disso é neto do Sr. Tarcísio Assumpção. Estudou no Colégio Tiradentes em Bom Despacho e fez Faculdade de Fisioterapia em Brasília na Universidade Paulista. Mora em Belo Horizonte desde 2005, casado com a Lucrecia e tem um filho, o Theo.

Em Belo Horizonte, Bruno fez cursos de especializações e pós-graduações em Fisioterapia esportiva, osteopatia, acupuntura, eletrólise percutânea intatisular entre outros. É professor de Treinamento Funcional no esporte e faz palestras sobre prevenção de lesões no Brasil todo e no exterior .

 

Ítalo) Como foi sua carreira para trabalhar na Fisioterapia?

Bruno) Cursei Fisioterapia porque tinha um sonho de atuar na área de esportes, especialmente na recuperação de atletas. Fiz o curso com intuito de desenvolver técnicas novas e que abreviassem a recuperação de lesões e doenças ortopédicas. Graças às técnicas modernas e o aprendizado na escola, consegui atingir meu objetivo e hoje trabalho exatamente com atletas da base do clube, onde tenho conseguido alcançar tudo que sonhava na minha profissão.

 

Ítalo) Como chegou a trabalhar em um grande time como o Atlético? Trabalhou em outros times ou equipes de esporte?

Bruno) Quando formei em 2004, recebi um convite para estagiar no Clube Atlético Mineiro. Recém-formado, abracei a oportunidade que para qualquer profissional de Fisioterapia era um sonho. Trabalhar em um Clube profissional, é o ápice na carreira de um fisioterapeuta esportivo. Fiz o estágio, trabalhando no time profissional. No final do estágio, para minha satisfação, veio o convite de ser contratado pelo Clube. Fui designado para ajudar no processo de formação de atletas do Atlético, onde estou até hoje. Atendemos e cuidamos dos 250 atletas que compõem as equipes Sub20, Sub17, sub15, sub14 e sub13. De 2015 para cá, tive o prazer de ser convocado pela CBF para participar das seleções sub15 e Sub17. Conquistamos o sul-americano sub15 em 2015 na Colômbia, Torneio Brics Sub17 em 2016 na Índia e agora o Sul-americano Sub17 no Chile.

 

Ítalo) Quais foram os desafios? O que te sempre te motiva?

Bruno) Nesta área o desafio é diário, pois trabalhamos com recuperação de atletas com visão nas competições. Temos que estar sempre a um passo à frente das técnicas modernas da Fisioterapia, pois o tempo e a saúde do atleta nos cobra excelência nos nossos tratamentos, onde os mesmos precisam voltar as atividades com rapidez e totalmente restabelecidos.

 

Ítalo) Quais as dicas para alcançar sonhos?

Bruno) Eu diria que quem acredita, investe na carreira e dedica exclusivamente a ela, com certeza irá alcançar os objetivos sonhados. Soma-se a isto uma atualização, estudos e trabalhos na área, e você sempre será a referência na sua atividade. Procuro ser sempre dedicado e responsável. Atender com precisão e aplicar tudo que aprendi e que ensino no tratamento do atleta.

 

Ítalo) Aproveitando este nosso bate-papo, qual sua mensagem para o pessoal de Bom Despacho?

Bruno) Agradeço a oportunidade de me apresentar para meus conterrâneos, principalmente neste jornal que também é a cara de Bom Despacho.   Tenho o maior prazer em contar para meus atletas e alunos, tanto no Atlético como nas minhas palestras no Brasil e no mundo, que sou de Bom Despacho. Tenho orgulho de contar as coisas boas da minha infância e de encontrar com meus grandes amigos bondespachenses. No Atlético sempre recebo jovens a procura de uma oportunidade no mundo do futebol, entre eles muitos de Bom Despacho. Procuro ajudá-los e orienta-los, sempre mostrando os caminhos desta profissão, que como todas requer muita dedicação e entrega. Aos amigos de Bom Despacho, deixo um grande abraço.

 

 

Fonte: Portal Terra.com.br, Fotos cedidas pelo Bruno

Posts Relacionados

Deixe uma resposta