De buraco em buraco

Todo período de chuva é a mesma história. Os buracos voltam a incomodar em várias partes da cidade. Mesmo com o sol dos últimos dias, os estragos já estão feitos e ficam à mostra. As consequências todos sabem: riscos reais de acidentes, tanto com automóveis caindo nos buracos como se chocando, na tentativa de não cair. De qualquer forma, é um grande perigo.

Algumas áreas da cidade, devido ao grande movimento, acabam oferecendo mais riscos. Como exemplos, as rotatórias do bairro São Vicente, alguns trechos da Avenida Dr. Roberto, o cruzamento da Rua Flávio Cançado Filho com a Avenida Amazonas, no Centro, e o cruzamento das ruas Júlio César Nunes e Marajó, na divisa da Vila Aurora com o bairro Esplanada. A Praça da Matriz também não escapou.

E de quem é a culpa? Cabe à prefeitura zelar pela qualidade do asfalto ou do calçamento das ruas. O que, infelizmente, não tem sido feito de forma satisfatória; estão aí os muitos buracos pra confirmar. Eventuais prejuízos causados aos automóveis podem ser judicialmente cobrados – bastando para isso provas, como fotos, e testemunhas. Mas, claro, nem sempre as coisas são definidas com a rapidez necessária. Então, a maioria dos motoristas resolve arcar com os prejuízos, quando eles são apenas materiais.

As respostas da prefeitura

A coluna entrou em contato com Marco Aurélio Gontijo Santos, que acumula os cargos de secretário municipal de Obras Públicas e de Trânsito e Transporte. Ele se dispôs, de forma atenciosa, a responder às três perguntas enviadas, mesmo ressaltando que o asfaltamento de vias urbanas é responsabilidade da secretaria de Serviços Urbanos.

1- O que a prefeitura tem feito, efetivamente, para diminuir a quantidade de buracos pela cidade?

Foi realizada no final de novembro e em dezembro de 2010 uma operação tapa-buracos nas principais vias da cidade.

2- Todos os anos, nesta época de chuvas, infelizmente é esperado aumento no número de buracos pela qualidade do asfalto. Foi tomada alguma atitude preventiva para diminuir os efeitos da chuva? Se sim, qual(is)?

Foi realizada uma operação de limpeza de bueiros, valetas e sarjetas das vias, estão sendo feitas sarjetas nas novas ruas asfaltadas da cidade (caso do bairro São Vicente). Isto ajuda muito no escoamento da água e também na durabilidade do asfalto.

Em 2011, serão realizadas na cidade diversas obras de rede pluvial em alguns pontos críticos (no Centro com Avenida Amazonas, no bairro São José, na Praça da Estação e na Vila Gontijo), dentro dos recursos e da programação que temos no momento.

3- No primeiro semestre de 2010, foi anunciada uma verba de mais de R$ 1 milhão para asfaltamento de todas as ruas do Centro da cidade. Por que esse serviço ainda não foi feito? Houve dificuldades burocráticas? Se sim, qual(is)?

Vamos executar, ainda no primeiro semestre deste ano, o asfaltamento do Centro da cidade e também grandes intervenções no trânsito, o que irá proporcionar maior segurança e melhorar o fluxo dos veículos naquela região da cidade. Também será feita uma operação tapa-buracos de urgência neste início de ano, assim que possível, pois estamos sem condições de trabalhar devido às chuvas constantes que vêm caindo sobre nossa cidade.

Uma observação: as respostas foram encaminhadas no dia 6 de janeiro, quando ainda chovia fortemente na cidade.

* Clenio Araujo é bondespachense, morador da cidade, jornalista e colunista do jornal impresso Fique Sabendo. Atualmente, faz mestrado em Comunicação Social na Umesp (Universidade Metodista de São Paulo), em São Bernardo do Campo-SP. Contatos: clenioaraujo@yahoo.com / clenioaraujo.zip.net

Posts Relacionados

Deixe uma resposta