169345

Foto: conjunto habitacional no RJ – Governo do RJ

 O Programa Minha Casa Minha Vida trouxe, sem sombra de dúvida, benefícios para muitos que não tinham perspectiva de conseguir tão cedo uma casa própria. Como existem regras e valores a serem considerados, o programa por algumas vezes super valorizou as residências, tornando a prestação mensal do mutuário (morador do imóvel) mais alta. Esses valores podem representar um compromisso de mais de 20% da renda do trabalhador por mês, o que por muitos Economistas é um grande risco para a saúde financeira das famílias. Esse fato da super valorização do imóvel fica para outro artigo, vamos focar nas condições de pagamento das prestações e o mais preocupante, a manutenção de todo o conjunto imobiliário.

Além da prestação mensal do financiamento (porque mesmo o imóvel sendo parte subsidiada pelo Governo, o morador tem que dar uma contrapartida), existem gastos advindos da manutenção do conjunto habitacional. Esses gastos mensais serão resultado da divisão entre os moradores e podem incluir manutenção de elevador, limpeza e serviços gerais, pequenas manutenções elétricas e hidráulicas, pequenos reparos de construção civil, urbanização, retirada de lixo, segurança, seguros para o prédio e para a garagem, jardinagem, contenção de pragas urbanas (ratos, baratas, escorpiões) e ainda taxas do condomínio, IPTU (individual) e empresa administradora do condomínio.

Fazendo uma conta rápida, supondo que a renda mensal seja de R$1.600,00 (limite estipulado em outubro de 2012 para o Programa Minha Casa Minha Vida), supondo uma prestação média de R$300,00 e custos de manutenção (para um conjunto habitacional de 4 blocos verticais de 4 andares cada, com elevador, vigilância 24 hs) e taxa condominial de R$250,00 para cada família, esse mutuário irá se comprometer em R$550,00 mensais apenas para a moradia, restando-lhe R$1.050,00 para despesas como transporte (muitos conjuntos ficam bem afastados dos centros urbanos), alimentação, saúde e educação dos filhos (a maioria das famílias segundo dados da própria Caixa têm 2 a 3 filhos).

Segundos estudos de uma construtora que trabalha para o Programa Minha Casa Minha Vida, as principais Patologias (problemas, “doenças”) que poderão ocorrer com o  referido conjunto habitacional poderão ser:

Infiltrações:

 – Janelas: silicone mau aplicado ou ausência de aplicação do mesmo (má execução / falta de manutenção preventiva do proprietário)

 Vazamentos:

 – Registros/metais: material de baixa qualidade devido ao baixo padrão da obra

– Forro de gesso dos banheiros: Conexões mal instaladas (má qualidade de MO) e falha do rejuntamento (falta de manutenção preventiva por parte do proprietário)

 Entupimentos:

 – caixas de passagem, sifonadas e pluvial: mau uso das tubulações ( sendo jogado na rede papel, plástico, panos, absorventes, etc) e falta de manutenção preventiva por parte do condomínio

 Pavimentação externa:

 – Falta de manutenção preventiva pelo condomínio nas fissuras de junta de dilatação para evitar a permeabilidade que vira a causar o abatimento da pavimentação.

 Padronização:

 – Grades de proteção de janelas: falta de padronização do condômino (cada morador coloca de um modelo desqualificando a fachada)

– Portas de entrada dos aptos: falta de padronização do condômino (cada morador coloca de um modelo desqualificando o hall)

– Coberturas de garagem: falta de padronização do condômino (cada morador coloca de um modelo desqualificando o empreendimento)

 Falta de Gestão:

 – Em alguns empreendimentos a Caixa indica uma administradora que gerencia o condomínio, mas por não estar presente não promove uma gestão efetiva.

– Em empreendimentos com sindico, vários deles não tem um geral e sim um por bloco, criando dessa forma gestões diferenciadas num mesmo condomínio.

– Como os empreendimentos são entregues só com a previsão de interfone, alguns não instalam o equipamento por falta de gestão de uma sindicância gerando problemas de comunicação, segurança e acesso.

Diante do exposto existe um grande risco do belo e organizado conjunto habitacional que hoje existe, em futuro próximo se transformar em depósito de famílias, sem condições de viver e apresentando até mesmo riscos sociais como tráfico de drogas, violência e homicídios. Se o Governo não tomar ações mais inteligíveis e embutir, por exemplo, no custo da prestação, recursos para administração competente, o sonho da moradia própria irá se transformar em um pesadelo familiar.

Pense nisso e bons projetos!

Painel

BD no Conarc: entrevistamos o companheiro Marco Túlio, membro do Rotaract Club Bom Despacho, sobre a Conferência dos Rotaracts do Brasil (CONARC) que irá se realizar em Rio das Ostras, Rio de Janeiro. Vejam só como foi o bate papo:

Italo: O que participar DA Conarc traz de vantagens/benefícios para o Rotaract em Bom Despacho?

Marco: A Conferência Nacional de Rotaract Clubs, é um evento nacional que acontece uma vez por ano e reúne rotaractianos do Brasil inteiro. Participando de um evento como esse, além de conhecermos companheiros de diversos lugares do país, temos oportunidade de trocar experiências, aprimorar conhecimentos e divulgarmos as atividades que realizamos ao longo do ano.

Italo: Quais são os principais eventos que vocês irão participar?

Marco: Participaremos de treinamentos de liderança e diversas palestras. Dentre elas, as palestras “Um líder contra a corrupção” ministrada pelo Senador da República Pedro Tacques (PDT/MT) e “Nossa água, nossa riqueza” ministrada pela ex-senadora da República e Ex-Ministra do Meio Ambiente Marina Silva.

Italo: Haverá alguma palestra ou evento que alguém de BD vai palestrar? Como será?

Marco: Não. Nosso clube tem apenas 11 meses de fundação e esta será a segunda vez que participaremos de um evento a nível nacional como a CONARC. Por essa razão, estamos indo em busca de conhecimentos que nos serão repassados por companheiros de mais experiência do Brasil inteiro.

Sem título

 Rotaract em ação: Marco Túlio na campanha contra o Pólio em 2012 

Carnaval Café com Leite: ano passado os colunistas Fernando e Tadeu fizeram matérias sobre o bloco carnavalesco que está animando BD. Este ano o Wenceslau Araújo, ou Lau para os amigos, está organizando uma festa cada vez mais bonita. Batendo um papo pelo Facebook com ele pude ver como estão animados. Vejam trechos da conversa:

“A ideia surgiu em uma confraternização de reveillon entre a fámília da Andreia (minha esposa) com a familia da Marisa Domingos (filha do Sr. Mário – Maestro e ex-animador dos bailes de carnaval do Clube Bom Despacho). Nesta festa o Sr. Mário, depois de tocar muitas marchinhas e sambas, relatou que o seu sonho era formar um bloco de carnaval que resgatasse a verdadeira alma do carnaval brasileiro, diferente do que seria realizado na cidade. Abraçamos a ideia e formamos o Café com Leite com o intuito de resgatar as tradições carnavalescas de Bom Despacho e firmar os laços de amizade entre as duas família ( Uma família negra e a outra branca, daí o nome Café com Leite).

Café com Leite também significa a missigenação brasileira, sua variedade musical a caracterização do que deveria ser a sociedade e o carnaval onde todas as etnias , mulheres, homens, crianças, ricos, pobres brincam e convivem juntos de forma harmônica e sem preconceitos.

A participação é livre e gratuita EXIGIMOS apenas criatividade nas fantasias, muita alegria e respeito aos demais foliões. As camisas, que são vendidas, as pessoas só compram se quiser colaborar com o bloco para cobrir algumas despesas. Temos a sorte de contarmos com um maestro e seu grupo de músicos que de forma amigável animam o Bloco no domingo de carnaval.

Este ano, após o desfile apresentaremos uma roda de samba com o Samba Grupo Feijoada Completa esticando a animação por mais algumas horas.”

Depois disso tudo é cair na folia e fazer um Carnaval diferente e bonito. Semana que vem vamos falar do Bloco do Larguinho, organizado pela Cibele Oliveira e amigos.

538578_2735827891805_380806826_n

 Foliões em 2012 – Foto: divulgação Facebook  

902_2735826451769_674900456_n

 Logomarca do Bloco Café com Leite – Foto: divulgação Facebook  

 Administração anterior: esta semana o Prefeito Fernando declarou estado de emergência no município. Será que a administração (o que inclui o ex-prefeito, ex-vice-prefeito, ex-acessores, ex-secretários e até mesmo funcionários municipais que ainda estão na ativa) do então prefeito Sr. Haroldo Queiroz poderá vir a Público, ou sob chamado da Justiça, para declarar o que aconteceu? O Prefeito Cabral precisa, e deve, fazer cumprir o seu plano de governo, mas não pode deixar passar em branco atrocidades contra o município acontecidas em administrações passadas, afinal de contas foram agressões aos nossos Direitos de cidadão e nosso dinheiro (pagamos impostos e taxas municipais).

Atenção Professores! estamos iniciando um trabalho de criação de e-Books e kits escolares para serem comercializados na Internet. Você professor (de ensino médio, graduação, pós-graduação) que tem interesse em mais uma forma de renda, envie seus contatos para contato@pmkb.com.br.

Opinião do Especialista
Dormir pra quê?
  Você fica deitado pensando nas coisas que tem para fazer no dia seguinte? Acorda várias vezes durante a noite? De manhã está tão cansado que demora para se levantar como se não tivesse conseguindo dormir o suficiente? Se for assim, você pode estar sofrendo de insônia. Quando o sono é interrompido por diversas vezes por algum distúrbio durante a noite, ele não nos satisfaz e essa irregularidade afeta nosso metabolismo e ritmo biológico. Como conseqüência disso está: a fadiga persistente, sensação de sonolência excessiva, baixa concentração e suas habilidades motoras ficam visivelmente piores. Soma-se a isso o mau humor, a irritabilidade, a impaciência, a falta de disposição, prejuízos em relação à sexualidade, menor estado de alerta com riscos aumentados para acidentes de trânsito e trabalho. A falta de sono incide nos hormônios e no metabolismo, facilitando o abuso da comida e o ganho de peso. Também pode diminuir sua imunidade, deixando-o mais propenso às infecções.

A dificuldade para dormir tem motivos variados como: problemas emocionais, perda de familiares próximos, ameaças profissionais, dificuldade respiratória, melancolia na adolescência, depressão, obesidade etc. Características de personalidade, também, podem ser fatores desencadeantes da insônia, como é o caso de pessoas mais exigentes ou preocupadas, com medos variados ou ainda ansiosas. Os estados do sono são regulados pelo equilíbrio mental e psicológico. Fatores como obesidade, sedentarismo e bebidas alcoólicas contribuem para piorar a qualidade do sono. Nas crianças os problemas do sono dão seus primeiros sinais na escola: a criança dorme em sala de aula, tem dificuldade em se concentrar, em aprender, em desenvolver a capacidade cognitiva e no raciocínio lógico, excesso de peso, problemas emocionais (depressão e ansiedade) e até mesmo diabetes.
O sono representa uma necessidade fisiológica para qualquer pessoa que deseje viver com saúde. Ele desempenha um papel insubstituível na recuperação e preparo do corpo, do cérebro e da mente para garantir o estado de alerta e produtividade no dia seguinte. Os especialistas indicam uma necessidade média de 7 a 9 horas de sono por dia para adultos. Para crianças em idade escolar, 10 a 12 horas de sono diárias. Bebês precisam de até 18 horas de sono por dia e adolescentes em torno de 9 horas. Porém, se você consegue dormir com bastante facilidade à noite quando está cansado, desfruta bastante de um sono não interrompido e acorda sentindo-se renovado, então é provável que obtenha sono suficiente – independente do tempo de duração.
A identificação de fatores psicológicos que interferem no sono é fundamental para a modificação do quadro de insônia. As recomendações vão além: trabalhe menos, busque gostar do que faz, pratique exercícios, busque relacionamentos verdadeiros. Aprenda a lidar com frustrações, cuide-se, questione e reveja sempre suas crenças aprendidas, a sua forma de interpretar os fatos e perceba se sua forma de tomar decisões é aquela que vai deixá-lo mais em paz e tranqüilo, fazendo que você coloque a sua cabeça no travesseiro e durma em paz.
Fale com o Especialista: Cláudia Mara Pessoa – psicologajornal@yahoo.com.br

 

 

Posts Relacionados

Deixe uma resposta