drone_robo

Formato estranho, nome diferente, aplicações diversas. Assim é o novo mundo que se apresenta diante de nós quando falamos de aparelhos e recursos tecnológicos para a Engenharia Diagnóstica. Olha só essa aplicação: para procurar petróleo, os geólogos usam desde a sismologia no fundo do mar até detonações de dinamite para tentar deduzir o tipo de rocha em cada localidade.  Aleksandra Sima e Simon Buckley, da Universidade de Bergen, na Noruega, querem fazer a coisa de forma mais consistente e menos explosiva.  A dupla construiu um robô voador – também conhecido como drone ou VANT (veículo aéreo não tripulado) – para mapear novas reservas de petróleo a partir do ar. O drone pode ser encarado como um tripé de câmera muito avançado – com a diferença de que, em vez de ficar fixo, ele leva suas câmeras e sensores para fazer um mapeamento consistente de grandes áreas, sobretudo áreas de difícil acesso.

Tudo isso está muito longe do que você vive? Não se preocupe, agora vamos abordar algo mais peculiar e próximo do dia a dia de muitas pessoas. Vamos imaginar as seguintes situações em se tratando de um construção civil:

– Entrega do imóvel recém construído

– Avaliação da garantia do imóvel

– Avaliação do uso (ou mal uso) do imóvel

Se ainda não ficou claro, vamos exemplificar para podermos avaliar melhor o conceito de Engenharia Diagnóstica no dia a dia de nossas vidas. Já aconteceu algumas vezes do imóvel entregue apresentar problemas pequenos ou graves falhas estruturais (trincas), hidráulicas (infiltrações), elétricas (lâmpadas queimando sem razão) e outros exemplos diversos que aguçam a curiosidade de técnicos e engenheiros em busca das causas.

20110613164456.jpg

Exemplo de parede com rachadura

Esses problemas podem acontecer também no uso do imóvel e no seu período de garantia pela construtora. De qualquer forma é preciso estabelecer critérios sérios e técnicos para inspecionar, identificar causas e apresentar um laudo. O engenheiro habilitado para isso é o Engenheiro Civil com especialização em Avaliações e Perícias, não podemos deixar de dizer também com bastante experiência e faro investigativo.

image646

Figura do livro do Tito: a evolução das formas de se fazer Engenharia Diagnóstica

 O que tem de comum entre os drones da geologia e os engenheiros civis para avaliação e perícia? Ambos fazem parte de uma área da engenharia que está se desenvolvendo muito e ajudando a sociedade a encontrar soluções baratas e inteligentes para seus problemas. A Engenharia Diagnóstica tem por objetivo vistoriar o bem; realizar inspeção ; auditar conforme normas; identificar as causas pela perícia e tratar o problema (dar a solução) por meio da consultoria.

Quanto mais todos compreenderem essa função importante da engenharia, menos problemas teremos na entrega de obras, na sua garantia e talvez o mais importante: manutenção das construções existentes, antes que a falta de cuidados gere graves acidentes.

Pense nisso e bons projetos!

Fonte: Instituto de Engenharia, PINIweb

 

Posts Relacionados

Deixe uma resposta