Logo quando o prefeito Fernando Cabral completara 100 dias de Governo Municipal (em 2013) tive a curiosidade de fazer-lhe algumas perguntas. Àquela época a prefeitura encontrava-se com altas dívidas, funcionários em total desgoverno, problemas em todos os setores como Educação, Saúde e Arrecadação.

[Veja aqui o artigo de 2014]

Passados 2 anos e uma pergunta é natural: como está a Cidade, os cofres públicos, a satisfação da população, enfim, uma avaliação é sempre natural.

Como não estou no dia a dia dos fatos e nem me vejo no dever de julgar, vou traçar um raciocínio diferente para o meu artigo: o que ainda precisamos e dá para ser feito em menos de 2 anos?

Primeiramente resolver mais de 12 anos de estragos em 4 anos é um desafio e tanto, mas é possível. Segundo dados da própria Prefeitura a arrecadação municipal aumentou e as dívidas começaram a ser pagas. Obras têm sido prometidas, como a Estrada do Pica Pau, eventos culturais, artísticos e esportivos têm sido motivados.

A Comunicação e a presença do Prefeito nunca foi tão próxima do cidadão comum. O website da prefeitura permite ao empresário emitir sua nota fiscal, permite ao turista (sim, nós temos turistas) conhecer a cidade, permite a população conectada tomar conhecimento do que anda acontecendo na cidade.

Dia 6 o Prefeito vai a Câmara apresentar um relatório do que fez com nosso dinheiro em 2014, atira-me a primeira pedra outro home público que teve essa iniciativa. Estamos por começar uma nova etapa em nossa Cidade, mas não é só Cabral que precisa acreditar e trabalhar, seus secretários, funcionalismo público, empresários da cidade, precisam e devem estar do seu lado.

Ao invés de criticar, vamos incentivar. Vamos também perguntar: o que será feito até o final do mandato e como será feito?

Cabral descobriu uma nova Bom Despacho, que os anjos digam Amém e que até o final de seu mandato a revolução continue a favor de nossa Saúde, Educação e Infra-estrutura, os meninos de pé vermelho do Campo da Aviação merecem e precisam de sustento para seus sonhos.

Eu voltei

Depois que fui ao aniversário da filha do meu amigo-brother Marcelo Camilo, onde estavam presentes seus familiares, em especial seus Pais Maurício e Marina, Tia Maura, Melissa, pois bem, todos perguntaram: “Itinho, porque você parou de escrever para o Jornal?”. Em tom de brincadeira disse que era a Dilma; na verdade o mar não está para peixe e precisei de mais energias para pagar as contas (que não param de chegar!). Mas agora voltei e toda semana trazer a tona reflexões para uma cidade melhor. Prometo não criticar, mas motivar a todos para que façamos uma Bom Despacho com mais qualidade de vida. Obrigado Família Queiroz Camilo pelo incentivo! Ops, dia 14 é aniversário do Marcelo, tá ficando velho, 39 anos.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta