Guiado pelos ventos da mudança…


Por Ederson Passos (epassos@gmail.com)

Saibamos todos que o tempo é o senhor dos nossos dias. Sofremos sempre a tentação de controlar a dimensão dos acontecimentos e os semelhantes que nos rodeiam, pois é certo que nunca conseguiremos.

Os dias nos arremetem sempre às novas experiências e novas oportunidades, em que encontros e desencontros acontecem. As sociedades, as famílias e os indivíduos se transformam, sempre moldados pelos processos e ferramentas que nós mesmos criamos, isso é valor.

A meio caminho dos sonhos, metas e objetivos devemos nos perguntar: em que lado estamos da mudança? Do lado que compartilha e sente a emoção do novo viver ou o lado da segurança abalada e da experiência perdida? De certo não somos o lado de alguma coisa, mas a pedra angular do espaço em construção de cada um de nós. Não somos o passado e sim o presente em movimento, alguém diria que isso é o futuro, aliás, o passado se prende ao presente quando se deixa algum legado para os semelhantes, ou melhor, “o que fazemos em vida… ecoa pela eternidade”.

Nós devemos ser mais que vencedores, a vida nos cobra coragem pelos desafios diários enfrentados, pelos sucessos consumados, pelo caminho que se finda e às novas passagens que se abrem à nossa frente.

Por que emoção é tudo isso… É tempo, é vento e é movimento, uma transformação constante, uma metamorfose no caos. Se navegar é preciso, guiado pelos ventos da mudança, eu ajusto as minhas velas!

E você?

Imagem: Chagall

Posts Relacionados

Deixe uma resposta