Planeje seu 2009 e colha bons frutos

 

“A necessidade ensina a lebre a correr.”

 

“A necessidade faz a lei.”

 

“A ocasião faz o ladrão.”

 

Esses são alguns ditados, simples, mas que estão na boca do povo, exaltando a situação onde precisamos sair de nossa zona de conforto (inércia) e ir para a ação (movimento), devido ao cumprimento de algum evento importante à nossa sobrevivência (ou da nossa empresa).

 

Acabo de ver uma reportagem na televisão, onde o entrevistado informa que a crise na qual estamos, possivelmente vai passar do final de 2009 em diante. Quem falou isso foi nada menos que o último Prêmio Nobel de Economia, o americano Paul Krugman. Sendo assim, aqueles que foram afetados diretamente (queda em vendas, desemprego) precisam se mexer e a outra parte, que ainda não foi afetada, precisa inovar, para as empresas significa às vezes cortar custos, buscar novos mercados, para as pessoas, fazer um curso, capacitar-se, fazer quem sabe uma pós-graduação.

 

Quem trabalhava com a venda de carvão foi afetado diretamente. Os preços, em números “redondos”, são os seguintes: antes da crise o metro cúbico custava 3 vezes mais do que no final de novembro de 2008. Já existem profissionais na nossa cidade buscando conhecer outras fontes de energia. O empresário bondespachense Bruno Luciano me informou que está investindo pesado na comercialização de briquetes. Briquetes são substitutos da lenha em fornalhas e caldeiras, nada mais que serragem prensada. A grande vantagem competitiva é que para quem manipula alimentos, como é o caso das padarias, é um insumo mais limpo, não causa o aparecimento de ratos ou baratas, tem fácil armazenamento e manuseio. Está aí uma saída, quem antes vendia carvão, produto com pouco valor agregado, agora vende soluções de biomassa.

 

Mas antes de partir para a ação, é importante a gente se planejar, se preparar, provisionar soluções e recursos. Assim, as atividades em seguida vão nos gerar menos stress e nossa mira será mais acertada. Faça então uma proposta para os leitores do JORNAL DE NEGÓCIOS: planejar o ano de 2009, de forma bem simples. Preencha abaixo o que você pretende fazer em 2009, aquilo que se depender de seu esforço e dedicação vai acontecer. Ao mesmo tempo escreva aquilo que NÃO vai fazer, são os chamados mal hábitos, no trabalho, em casa e no lazer.

 

O que vou fazer em 2009:

1-

2-

3-

4-

5-

6-

7-

8-

9-

10-

 

O que NÃO vou fazer em 2009:

1-

2-

3-

4-

5-

6-

7-

8-

9-

10-

 

Após pensar em 10 itens de cada, pense nos recursos necessários. Exemplo: em 2009 vou fazer uma pós-graduação, o principal recurso é o financeiro, depois vem o tempo que será investido e assim por diante.

 

Os 3 leitores que enviarem os planejamentos mais criativos irão ganhar apostilas do curso Gestão de Projetos. Para participar envie e-mail para engenharia@saletto.com.br ou deixe sua resposta com seus dados completos no endereço do JORNAL DE NEGÓCIOS. Participe ! Planeje seu 2009 e tenha sucesso garantido !

 

Rápidas & Rasteiras:

Militar bondespachense é homenageado pela Câmara de Araxá: condecorado pelas diversas ações desenvolvidas na cidade da Dona Beija, com objetivo de manter a ordem, o Major PM Ney Sávio de Oliveira, recebeu o título de Cidadão Honorário. “Pra mim é muito importante ter sido referendado a esse título porque eu já me adaptei á Araxá e me apaixonei pela cidade, como a minha terra natal”, disse. Major Ney, como é conhecido, é natural de BD e reside em Araxá há quase 4 anos.

Centro de Arte e Cultura de BD está atuante: na véspera de Natal estive com o Boleka, professor de música e presidente do CAC-BD. Na ocasião ele me informou que o gerente responsável no grupo Arcelor Mittal pelos projetos de apoio à arte e à cultura, estará em Bom Despacho. O encontro deverá ocorrer no início de janeiro. Será significante para que os projetos já existentes com a participação de bondespachenses, renovem esse apoio e os novos possam ser conhecidos e apoiados.

Odair relojoeiro e seu exemplo de perseverança: consertar relógios soa aos ouvidos da gente como uma profissão em extinção, mas não para o Odair, há muitos anos ele mantém orgulhoso essa atividade. Tem diversificado, trabalhando também com jóias, mas não deixa de lado sua habilidade para consertar velhos relógios de parede ou modernos com circuitos eletrônicos minúsculos. Na nossa conversa ele me deu uma dica para testar o funcionamento do controle remoto que eu havia levado para trocar a bateria, quer saber como é ? Faça uma visita para ele, talvez conte a você.

Papai Noel dos Correios é coisa séria: um amigo meu apanhou no dia 24 uma cartinha dos correios. A mocinha de 9 anos pedia uma bola de futsal. Esse meu amigo não perdeu tempo, foi na loja do Gilberto e realizou o pedido natalino da jovem. O presente foi entregue, segundo ele, no dia de Natal, dia 25. Estava chuvoso quando chegou à simples casa do bairro São Vicente, não encontrou a felizarda, apenas deixou com a vizinha, que perguntou seu nome, ele simplesmente respondeu: “Papai Noel”.

 

Ítalo Coutinho é Professor do Curso de Gestão Empresarial da UNIPAC, contatos para essa coluna pelo e-mail engenharia@saletto.com.br .

Posts Relacionados

Deixe uma resposta