Precisa mesmo o tempo todo mudar e inovar?

 

Antes de continuar a ler esse texto, olhe fixadamente na figura a seguir:

Fonte: website da Fundação Holandesa destinada a cuidar dos desenhos de Mauritus Escher (mestre ilusionista).

Pergunta: as pessoas estão subindo ou descendo as escadas?

 

É claro que se trata de um jogo de imagens, onde não existe uma resposta. Alguns dirão que os personagens estão descendo escadas e outros dirão convictamente que estão subindo.

 

Assim é como funciona o ciclo de vida de nossas empresas e até mesmo conosco. Sob perspectivas econômicas nosso negócio está indo bem ou mal, crescendo e ampliando ou regredindo. É uma questão de relativismo. Mas o que quero chamar a atenção é a constante necessidade de mudança para a qual somos convidados a praticar nos nossos negócios e na nossa vida.

 

Não mudar é prejudicial. Salazar, ex-ditador em Portugal por 40 anos, achava que os portugueses não estavam preparados para os avanços que aconteciam no mundo. Deixou o seu país mais atrasado em 1974 do que quando tomou o poder em 1928. Como essa, temos muitas outras histórias reais onde a falta de mudança estagnou um país e uma nação inteira, imaginem o que deve ter feito com os negócios e atividades econômicas nessas localidades.

 

Mudar demais também é um risco para o negócio. Alguns gurus do marketing moderno criticam a FIAT Automóveis pelas mudanças constantes no design de seus carros e até mesmo na sua marca registrada. Foi identificado que algumas categorias de consumidores deixam de comprar carro de luxo da marca pois se sentem ameaçados pelas mudanças no próximo ano.

 

Fernando Sabino, em seu livro “A volta por cima”, já dizia que toda mudança é para melhor. Principalmente quando não se tem outra alternativa, senão mudar, é preciso trabalhar para que os acontecimentos seguintes sejam positivos. Mudar é preciso, inovar é preciso, mas com responsabilidade. Aproveitando o espírito de Páscoa, costume judeu incorporado pelos católicos, a transformação e resignação dos fatos passados nos atenta para um futuro promissor.

 

Sendo assim: Feliz Páscoa!

 

 

Rápidas e Rasteiras:

 

Notebook em sala-de-aula: não é nenhuma novidade para alunos de escolas públicas do Uruguai e dos Estados Unidos, mas por aqui as escolas fazem até “vaquinha” para a compra de computadores e de vez em quando aparece um pai bondoso pagando também o acesso a Internet. É assim que pensamos crescer como umas das 5 maiores potências mundiais?

Redutores de velocidade: a Associação Comunitária do Bairro Esplanada entregou à Câmara Municipal um abaixo assinado contendo mais de 300 assinaturas solicitando a construção de redutores de velocidades nas proximidades do Cemitério Parque da Esperança. Os vereadores encaminharam o pedido para o Prefeito tomar as providências pois trata-se de um lugar de trânsito intenso e perigoso.

IPTU: não entendi o desconto de 20% para quem pagar o imposto à vista. A Secretaria de Arrecadação e Fiscalização poderia explicar o motivo dessa estratégia?

 

Corporação Nossa Senhora do Bom Despacho: o senhor Mário Domingos e sua esposa Dona Nonoca estão radiante de felicidade ,pois neste sábado de aleluia inauguram a sede da entidade a partir das 17:00 horas. Com o apoio de diversas empresas e pessoas de nossa comunidade foi possível concretizar essa obra tão importante para a Cultura em Bom Despacho.

 

Risco de contaminação persiste em Chernobyl 25 anos depois: cidade ucraniana onde usina nuclear estava instalada virou lugar fantasma. E quem vai até a área onde funcionavam os reatores é orientado a adotar uma série de cuidados. Em algumas áreas, risco de contaminação é 100 vezes superior ao normal.

 

Concurso da Câmara: no próximo dia 25/04, segunda-feira, tomam posse  parte dos novos servidores da Câmara Municipal. Após o julgamento de recurso será também  dado posse aos demais que foram aprovados no concurso. Aos que já iniciam as atividades desejamos sucesso.

 

Somos os piores: quando existem poucas opções, um se diz o melhor, significa então que os outros são os piores? Não penso assim. Como defensor da livre concorrência e adepto das leis mercadológicas de Adam Smith, onde segundo  ele o próprio mercado se regula, vamos deixar os usuários decidir.

 

Câmara deve votar novo Código Florestal no começo de maio: até a votação, o relator Aldo Rebelo terá tempo para fazer ajustes necessários, diz o presidente da Câmara Legislativa, Marco Maia. Para ele, não haverá acordo total sobre parecer de Rebelo, mas consenso pode chegar perto de 99%.

 

Sacola plástica já é banida em 14 capitais: semana que vem vamos falar sobre esse tema e o que se tem discutido a respeito.

Este e outros artigos você encontra no blog HTTP://www.www.italonaweb.com.br

 

Contatos para esta coluna pelo e-mail engenharia@saletto.com.br

 

Posts Relacionados

Deixe uma resposta