Sai o boi e entra a cana-de-açúcar

Desde a década de 50 que Bom Despacho convive com as siderúrgicas e a cadeia de produção de eucalipto para suprir carvão para os alto-fornos. Na época muitos pecuaristas de leite optaram pelo arrendamento de terras para a produção de eucaliptos.

Os tempos agora são outros, nossa produção leiteira ainda tem destaque no cenário mineiro e o eucalipto (o bicho papão) não se demonstrou tão nocivo, mas uma saída para altos e baixos do preço do leite. O avanço da cana-de-açúcar, principalmente produção de etanol, está gerando um novo movimento: cessão de terras para plantação da cana.

Essa semana tive a oportunidade de conversar com um grande pecuarista em nossa cidade. Inicialmente ele tinha gado de leite, hoje tem gado de corte e recebeu recentemente uma visita da Usina de Álcool Louis Dreyfus (localizada em Lagoa da Prata) para produzir cana-de-açúcar em suas terras. O pecuarista me informou que procurou consultores reconhecidos no assunto e ao final fizeram um plano de negócio com uma solução híbrida: no mesmo espaço ele terá cana e gado de corte (com a mesma produtividade, sem prejudicar o seu negócio principal).

Pecuária, grãos e cana-de-açúcar

“O Brasil possui 388 milhões de hectares de terras agricultáveis férteis e de alta produtividade, dos quais 90 milhões ainda não foram explorados.” Esta informação, encontrada no site do Mapa (Ministério da Pecuária, Agricultura e Abastecimento), sugere caminho livre para a expansão de culturas para a agroenergia, principalmente a da cana-de-açúcar. No entanto, este estudo elaborado  pelo biólogo Alcides Faria e pela economista Angela Frata,  constata que a expansão vem ocorrendo com maior força em terras apropriadas para a cultura de grãos: bons solos, relevo que permite a mecanização e infra-estrutura instalada. O ponto de partida foi a análise dos processos existentes na região hidrográfica do rio Paraná e, mais especificamente, na  sub-bacia do rio Ivinhema, unidade geoambiental inteiramente localizada no Estado de Mato Grosso do Sul. Esta região é uma das que mais atrai investimentos em unidades produtoras  de açúcar, etanol e energia elétrica de grupos econômicos nacionais e internacionais como Louis Dreyfus, Adecoagro, Odebrecht, Unialco, Infinity Bio-energy, dentre outros. Os  responsáveis pelo estudo calculam investimentos de aproximadamente 18,19 bilhões de reais até a safra de 2014/15 caso todas as 54 usinas em implantação e planejadas estejam operando. Hoje já  estão em operação 6 unidades.

Animados com os incentivos do governo à produção e com as perspectivas de exportação de álcool, muitos pecuaristas estão arrendando suas terras para o plantio de cana-de-açúcar, o que levanta discussões sobre qual atividade é mais rentável: a pecuária de corte ou a cana. No entanto, o professor do Departamento de Zootecnia da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP), Moacyr Corsi, considera a fase atual da cana-de-açúcar semelhante a outras vividas pela pecuária, como a da laranja e da soja, na disputa por área. Ele dá vantagem para a pecuária. ””Com o uso de tecnologia na produção da pastagem, a atividade pode proporcionar maiores ganhos que o arrendamento de terras para o plantio da cana, além de apresentar menor risco.””

Segundo o professor, a produtividade na pecuária de corte pode variar entre 30 e 50 arrobas por hectare/ano, e na da cana, em torno de 12,4 toneladas por hectare/ano. Isso significa rendimento de R$ 558 hectare/ano com a cana, ante R$ 1.290, com a pecuária, considerando R$ 43 a cotação da arroba de uma vaca gorda, de 30 arrobas, a mais baixa. ””Na comparação, o ganho da pecuária é superior a 100%.””

Fonte: Estadão, site Ecoa

Rápidas e Rasteiras:

ACIBOM: o presidente da Acibom/CDL de Bom Despacho Ronaldo Tavares Gontijo usou a tribuna da Câmara Municipal na última segunda-feira (dia 18) para pedir apoio aos vereadores para o projeto que tramita na Câmara Federal sobre o Simples que objetiva trazer benefícios para as empresas que optaram por esse sistema de tributação, só em Bom despacho existem quase 1000 empresas. Os vereadores apoiaram a proposta e o vereador Ricardo Alvarenga sugeriu que fosse enviada uma carta a todos os 53 deputados da bancada mineira pedindo apoio, além do contato dos vereadores com os deputados votados na cidade.

Buracos nas ruas: começa o período chuvoso e com ele vem o tormento dos buracos em nossas vias públicas, seria importante que antes das chuvas fossem feitos os reparos necessários para evitar esse problema que ocorre todos os anos. A população pode contribuir também solicitando à Prefeitura os trechos que se encontram danificados.

Asfaltamento: após várias reivindicações dos empresários da BR 262, em frente ao Posto Rodão, foi feita uma via de aproximadamente 400 metros de extensão pela Prefeitura Municipal, melhorando o acesso a àquelas empresas que ali funcionam e sofriam muito na época das chuvas e também na seca com a poeira. Secretário Marco Aurélio e Prefeito Haroldo: não se esqueçam de fazer o acesso da UNIPAC até a MG que liga BD à BR 262 e também o acesso até o Posto Rodão, não sei se os senhores têm passado por ali no horário de início e fim das aulas, está caótico e perigoso!

Mosquito da dengue: o bichinho “tá” doido para procriar nesse período de chuva, vamos cuidar da limpeza de nossos lotes, casas, prédios, cuidados com tampa de caixas d´água, somente assim espantaremos o pestilento.

Enquete no Orkut: Qual o presente o bom Velhinho deve trazer em dezembro para a cidade? (sugestão de Clênio Araújo):

– uma saúde mais saudável (40%)

– professores melhor remunerados (30%)

– mais emprego (20%)

Não pontuaram: mais segurança pública; um trânsito mais organizado.

Errata: o presidente do Rotary Arraial Bom Despacho é Alair conceição do Couto, agradecimentos ao Laender pela lembrança à tempo e nosso pedido de desculpas ao companheiro Alair que está à frente do clube desde julho e tem feito um excelente trabalho.

Visita ao 88º Grupo de Escoteiros: hoje em dia são mais de 130 jovens atendidos por diversos voluntários, o ideal escotista é uma ferramenta importante para imputarmos valores éticos àqueles que continuarão o crescimento e qualidade de vida de nossa Bom Despacho. No último dia 16 de outubro tive a grata satisfação de visitá-los em sua sede nos fundos do Batalhão e pude constatar o trabalho já realizado com bastante zelo e atenção há mais de 25 anos. Se hoje temos grandes homens e mulheres bondespachenses em cargos de destaque é porque muitos deles passaram por lá. Parabéns aos voluntários e votos de muita energia e disposição para que continuem a desenvolver esse importante papel em nossa sociedade. Aos pais e mães que ainda não convidaram seus filhos para conhecerem os objetivos do escotismo deixo aqui minha sugestão de levá-los no próximo sábado a partir de 15hs, os chefes do Escoteiro terão todo interesse em mostrar o agrupamento e como são feitos os trabalhos.

Foto: Chefe Vair, Chefe Gildásio, Ítalo e Donatella

Alô da semana: vai para o Luciano da Polícia Civil, amigo de longa data que tive a oportunidade de revê-lo na semana que passou e também para o Fábio Martins da Maxvinil Tintas, pela passagem de seu aniversário (dia 19 de outubro).

IBGE: taxa de desemprego de 6,2% em setembro é a menor desde 2002: em agosto, a taxa havia sido de 6,7% e, em setembro do ano passado, de 7,7%. Segundo a Pesquisa Mensal de Emprego, a população desocupada em setembro foi de 1,48 milhão de pessoas. Esta é a primeira vez que a população desocupada no Brasil fica abaixo de 1,5 milhão de pessoas.

Este e outros artigos você encontra no blog HTTP://www.www.italonaweb.com.br

Ítalo Coutinho é Professor e Coordenador do Curso de Gestão Estratégica de Projetos e Empreendimentos da UNIPAC, contatos para essa coluna pelo e-mail engenharia@saletto.com.br.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta