Texto de Opinião

Quando o cidadão bondespachense precisa dar baixa na sua carteira ele depende de ir a outra localidade porque na cidade não temos mais esse serviço. Caso alguma doença ou ferimento graves acometam alguma criança precisaremos nos depararemos com a dependência de um centro médico mais adequado em outra cidade. Dependemos também de outros serviços básicos à população como telefonia, a operadora de telefone fixo há muito retirou seu escritório de ares bondespachenses.

Hoje (sábado) termina a Semana da Independência, período em que comemoramos as quebras de laços e ligações com o Império Português. Ouvimos muito na escola e continuamos a ouvir a estória do bravo príncipe D. Pedro I que traiu seu pai ao declarar “Independência ou Morte”, isso nos ensinou os livros de História. Pouco tempo depois o imperador largou o País, foi assumir o trono de Portugal na Europa e deixou toda a nossa nação nas mãos de uma criança, totalmente dependente para com seus atos.

Dependência está no nosso sangue. Adoramos os programas sociais do Governo (bolsa social e companhia) e odiamos ver a realidade de que precisamos de emprego para tanta gente que espera na míngua alguns reais para sobreviver. A indústria depende de benefícios fiscais para bater recordes de produção, vide a venda de carros.

Olhando nossa relação de dependência tecnológica com outros países ficamos mais inseguros frente aos desafios do mundo moderno. Nosso Brasil não é competitivo por diversos fatores, o mais cruel é o tanto que dependemos de aparelhos e equipamentos vindos do exterior para mantermos funcionando nossas empresas, hospitais, etc. Vendemos muita matéria-prima e dependemos de outras nações para processar e nos devolver com produtos com maior valor agregado.

“Ordem e Progresso”, esse é o lema nacional do Brasil a partir do momento de sua integração. A expressão é o lema político do positivismo, forma abreviada do lema de autoria do positivista francês Augusto Comte:

“O Amor por princípio e a Ordem por base; o Progresso por fim” (em francês L’amour pour principe et l’ordre pour base; le progrès pour but.).

Seu sentido é a realização dos ideais republicanos: a busca de condições sociais básicas (respeito aos seres humanos, salários dignos etc.) e o melhoramento do país (em termos materiais, intelectuais e, principalmente, morais).

Como sempre, a fala é bonita, os ideais (se é que ainda existem) são nobres mas as ações são parcas.

Diante de tudo isso não podemos desistir, devemos lutar e trabalhar para sermos INDEPENDENTES  e capazes de construir um país melhor e com igualdade social com qualidade de vida para todos os brasileiros.

Pense nisso e bons projetos !

Painel

Opinião do Especialista
Relatórios para tomada de decisão:                 A análise de dados de pesquisas realizadas por fontes confiáveis pode ser uma importante ferramenta gerencial nos tempos atuais. Alguns estudiosos são unânimes em afirmar que nunca se fez tanta pesquisa no mundo, seja para entender o que se passa na cabeça de consumidores ou seja para avaliar determinada situação empresarial ou produto.O Chaos Reporté um relatório produzido anualmente pelo Standish Group (http://blog.standishgroup.com/) com o objetivo de analisar o desempenho de projetos de desenvolvimento de software. Os resultados apresentados são preocupantes: 37% dos projetos são rotulados como “Sucesso”, pois terminam dentro do prazo e custo planejados; 42% dos projetos são denominados “Contestados” ou com “Déficit”, pois ultrapassam as estimativas de custo e prazo; 21% dos projetos são retratados como “Fracasso”, pois são cancelados antes mesmo de serem completados.Este relatório traz, ainda, informações sobre os motivos pelos quais os projetos não foram terminados com efetivo sucesso. Dentre eles, podemos destacar a falta de envolvimento das pessoas, dificuldades relacionadas com a mudança de cultura organizacional, definição incompleta dos requisitos do projeto, falta de recursos, expectativas não realistas e falta de apoio executivo. É possível afirmar que estes e outros diversos fatores influenciam na condução e realização do projeto, porém as organizações devem estar em constante busca pela melhoria contínua do gerenciamento de seus projetos. A contratação de consultorias especializadas pode auxiliar neste processo, bem como a definição de uma metodologia específica para a gestão dos projetos organizacionais.A internet é um excelente canal para buscarmos essas informações/relatórios. Entretanto, é necessário analisá-las com bastante atenção, verificando se realmente elas se aplicam ao contexto atual da empresa. E a sua empresa? Analisa os resultados dos projetos que executa? Qual o percentual de sucesso e de fracasso dos projetos? Os projetos estão entregando resultados para as pessoas envolvidas? Considere essas questões e, se for o caso, mude!
Fale com o Especialista: Prof. Eduardo Melo /  educmelo@gmail.com

Posse na ABDL: no último dia 4 tive a grata satisfação de ser empossado como membro efetivo da cadeira 36 da Academia Bondespachense de Letras (ABDL). As reuniões têm acontecido sempre na primeira terça de cada mês na Câmara Municipal de Bom Despacho.

Os novos imortais da ABDL Prof. Alexandre e Ítalo e ao centro o presidente Alex Rocha

 

Nota do colunista: em outubro/2012 os textos voltam a ter notas do cotidiano de Bom Despacho.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta