boston_default_144_1711662a

Segunda-feira era feriado na cidade americana de Boston. Nesse dia se celebra o patriotismo em Massachusetts, a maratona que naquele dia acontecia é uma das mais antigas corridas de rua do mundo. Os moradores têm esse dia como uma celebração muito importante e cheia de valores para os americanos que ali residem. Existe um forte elo entre todos eles comemorado por sentimos comuns de patriotismo.

Alguns instantes antes do final da Maratona de Boston, 2 explosões, muita correria, cenas de guerra, pessoas machucadas. Mais de 100 feridos e um saldo até o momento de 3 mortos (dentre eles uma criança de 8 anos – destaque na foto do texto).

Imediatamente o presidente americano foi às redes de TV, Barack Obama estava solidário aos feridos e familiares dos mortos, ao mesmo tempo que irá tratar o assunto como ato de terror.

As últimas notícias mostram os circuitos usados para detonar as bombas, peças metálicas que parecem serem partes de panelas de pressão (artefato muito usado para fabricar bombas caseiras) e até o momento ninguém assume o ato terrorista.

A explosão de duas bombas durante a maratona de Boston na última segunda-feira (15), nos Estados Unidos, responsável pela morte de três pessoas, trouxe à tona a possibilidade de ataques terroristas durante a Copa das Confederações, a Copa do Mundo 2014 e os Jogos Olímpicos 2016. O país, inclusive, já mostrava preocupação em relação à segurança durante os megaeventos antes mesmo da tragédia norte-americana.

Segundo José Roberto Bernasconi, presidente do Sinaenco-SP, o governo brasileiro se prepara para dar tranquilidade aos turistas. Ele dá como exemplo a criação da Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos (Sesge), que surgiu em agosto de 2011, no âmbito do Ministério da Justiça. O órgão é responsável pela questão da segurança e esteve à frente do setor durante a Conferência Rio+20.

Nota final: #prayforBoston ou oremos por Boston e as vítimas

Painel

Escola e Família  no Caminho da Leitura: Dia 02 de abril foi Dia Internacional do Livro Infantil e dia 18 foi o Dia Nacional do Livro Infantil esses dias foram criados para refletirmos sobre a importância da literatura em nossa vidas.

O contato com livros infantis não tem idade. Diante de tantas informações circulantes no mundo de hoje, o professor assume papel fundamental de estímulo à leitura, sem tirar a responsabilidade da família. Sabemos que o melhor caminho para a aprendizagem está na leitura. Criar o hábito da leitura é uma tarefa de todos os professores independente do conteúdo que leciona.

Ler um bom livro não está fora de moda. Os livros estimulam a criatividade mostram um infinito de possibilidades, estreitam o vínculo entre pais e filhos, ampliam os conhecimentos para que a criança escreva seus próprios textos. É de grande importância a participação da família nesse mundo da leitura no início da vida escolar da criança. Ler com nossos filhos também nos traz momentos de prazer, momentos da infância, tempo precioso do imaginário, dos sonhos inocentes, e isso não tem preço.

Fazendo uma parceria escola-família-comunidade faremos a diferença, desenvolveremos leitores proficientes e autônomos.

Na Escola Municipal Coronel Praxedes a leitura está em alta todos os dias.

560331_311126838971704_193246742_n

(Texto de: Lélia Costa, Especialista em Educação, E. M. Cel Praxedes)

Opinião do Especialista

Energia Solar no mundo e no Brasil
O uso da energia solar no mundo já é uma tecnologia bastante usada na Europa, nos EUA , China e Canadá nos últimos 20 anos. No Brasil este movimento está se iniciaando. Com a lei de micro geração promulgada no ano de 2012, abriu-se uma janela para que o cidadão comum posso gerar sua própria energia a partir do pacote tecnológico de aplicação de painéis fotovoltaicos.
A Europa por exemplo, onde este tipo de geração de energia, hoje representa 1% da matriz energética do bloco, tem como objetivo a ampliação do uso da tecnologia fotovoltaica para 20%, até 2020. A preocupação e o crescente movimento em favor de energias limpas no mundo todo, devido ao aquecimento global, propicia a discussão e a implantação desta tecnologia como um suporte ao constante crescimento da demanda de uso de energia em todos os países do mundo.
O Brasil já começa a busca pela implantação dos primeiros parques solares para geração de grande porte. Há hoje previsão de instalação de pelo menos 15 parques solares em todo o país. Se aliarmos esta tecnologia ao potencial hídrico instalado no Brasil, numa composição híbrida do sistema, poderíamos atender à crescente demanda por energia nos grandes centros. Devido à facilidade e mobilidade de instalação do sistema gerador fotovoltaico, que se adapta aos mais diversos tipos de locais onde pode ser aplicado (indústrias, shopping centers, edifícios comerciais, propriedades rurais), não há limites para o uso desta interessante teconologia à favor da melhoria da qualidade de vida. O primeiro grande passo foi dado para que a energia solar tenha espaço em nosso mercado.
Qualquer tipo de negócio pode usar a tecnologia e se beneficiar de suas vantagens e praticidade, eliminando sua conta de energia em parte ou no total.

Fale com o especialista: Engenheiro Edvaldo Laudares – edlaudares@gmail.com

Empreendedorismo em BH: é assim que estão atuando os irmãos Rafael e Iara (bondespachenses, filhos do Rafael Auto Peças) com o café que abriram no Bairro Luxemburgo na capital mineira. Funciona de segunda a sábado, para saber mais procure no Facebook por Café Quitand’Arte.

.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta