Uma Bom Despacho moderna ensaia vôos mais altos
=======================================

Olho para o centro da cidade e não vejo mais a torre da igreja matriz. Avanço em qualquer saída da cidade e me deparo com galpões e mais galpões de indústrias. Vou em direção à capital do Estado e me assusto com o fervoroso crescimento de uma universidade de conhecimentos, escola formadora do futuro de nossa região e País.

Não é sonho e nem utopia, nos largamos dos empregos públicos, quiçá melhor remunerados e ensaiamos passos altos de empreendedorismo, que podem estruturar melhor nossa economia.

A cidade de Bom Despacho, referência a partir da década de 90 em serviços privados, está experimentado uma agregação de riquezas salutar para um ambiente favorável a manutenção, expansão e desenvolvimento de novos negócios. Há um tempo não poderíamos imaginar profissões que hoje permeiam a nossa sociedade, profissionais como professores de universidade, técnicos de manutenção de elevadores, empresas de condomínios, construtoras, é tudo novidade para uma cidade jovem, de apenas 96 anos. Se observamos a sua população no início dos anos 2000, de pouco mais de 43 mil habitantes e agora, quase nada mudou, ou seja, são os mesmos números de moradores, porém mais moradias, mais oportunidades de emprego, mais educação. Já temos cursos superiores, técnicos, pós-graduação, das mais variadas áreas do conhecimento, isso ressalta a importância de cidade-pólo.

Que venha mais 96 anos de crescimento e desenvolvimento, mas jamais nos esqueçamos do planejamento público adequado à necessidade dos municípes e com visão futurista.

Parabéns Arraial da Senhora do Sol !

Italo Coutinho, professor do curso de Pós-Graduação em Gestão de Empresas da UNIPAC Campus Bom Despacho.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta