O estudo de redução de custos é uma atividade constante nas empresas que buscam sustentabilidade em seu negócio. Tudo isso passa desde as atividades administrativas, atividades de produção e até mesmo pelo orçamento dos projetos, produtos e serviços. Como o Engenheiro de Custos pode ser um profissional bem sucedido?

Conversando com profissionais orçamentistas e alunos da Pós de Engenharia de Custos, podemos ouvir relatos de situações que acontecem na maioria das empresas. A seguir estão 5 dicas que vão te ajudar a se tornar um profissional de orçamentos mais competente. Veja só:

Dica #1: Esteja informado do que acontece na sua empresa e nos projetos. 

Conheça o planejamento estratégico da sua empresa, as políticas de compras e como ela se relaciona com o mercado. Fique atento com os indicadores e informações do setor onde os seus projetos estão inseridos. Conheça a equipe que irá executar o projeto e suas principais características. Ou seja, fique antenado a todos e a tudo que ocorre à sua volta.

Dica #2: Conheça o local onde seu projeto será executado. 

Muitos orçamentistas não conhecem o local onde o empreendimento irá ocorrer e muito menos em quais circunstâncias. Visitar o loca, conhecer o cliente, compreender os interesses envolvidos, é de fundamental importância para que o seu orçamento reflita condições particulares de cada projeto.

Dica #3: Trabalhe com índices de produtividade reais e da sua empresa. 

Muitos (e bons) orçamentistas confiam por demais em índices de mercado para o cálculo de seus orçamentos. É preciso avaliar o histórico de projetos anteriores e com eles fazer seus orçamentos. Trabalhar com índices serve apenas para referência e não como consolidação dos custos.

Aperfeiçoar constante e continuamente todo o processo de planejamento, produção e serviços, com o objetivo de aumentar a qualidade e a produtividade e, conseqüentemente, reduzir os custos. (Edward Deming)

Dica #4: Avalie a metodologia executiva e suas implicações com o custo. 

O plano de ataque deve ser estudado e avaliado pela equipe de orçamento em conjunto com o planejamento da empresa. Deve-se envolver também a engenharia com o intuito de avaliar se as propostas para executar o empreendimento são exequíveis.

Dica #5: Não acredite no primeiro número que encontrar, teste-o. 

O sentimento frente ao valor final do orçamento vale muito. Olhar para aquele número e ter a impressão que não está bom, já é um bom começo. Testar o valor do orçamento sob a ótica da execução do empreendimento. Responder a seguinte pergunta: com este valor (e verbas) executo o escopo do projeto ?

Posts Relacionados

Deixe uma resposta