Eleições e as pesquisas eleitorais

 

Toda semana recebemos dos mais variados veículos de comunicação informações sobre as eleições, as intenções de voto dos candidatos, simulações de cenários para segundo turno e de vez em quando muita especulação. Às vezes as informações de uma pesquisa não se encontram de outro órgão ou entidade que realiza com o mesmo grupo de candidatos. As variações podem chegar a pontos percentuais elevados, entre 30 a 40 pontos conforme a pesquisa.

Esse desencontro de informações se deve a muitos fatores como público diferente de avaliação, semanas diferentes, metodologias de pesquisa e até mesmo a atuação do pesquisador. Fazer pesquisa não é barato. Demanda uma equipe grande e a análise de dados.

Em 2006 a revista Veja respondeu algumas perguntas sobre esse assunto.

Como é feita uma pesquisa de intenção de voto?

Uma vez contratada a pesquisa, define-se seu foco, prazos, conteúdo, abrangência, identificação da amostra (tamanho, técnica de amostragem, seleção da amostra). Depois são estabelecidos os instrumentos de pesquisa (questionário, cartões, planilhas), o treinamento dos pesquisadores, a coleta dos dados, checagem, processamento e análise dos dados. A última etapa é a divulgação dos resultados e acompanhamento de seus desdobramentos.

Como é definida a amostra de uma pesquisa?

Existe uma variedade de técnicas amostrais que podem ser utilizadas em pesquisas eleitorais. Em geral os grandes institutos trabalham da seguinte forma: num primeiro estágio, são sorteados ou escolhidos os municípios que farão parte do levantamento; depois, os bairros e pontos onde serão aplicadas as entrevistas. Por fim, os entrevistados são selecionados aleatoriamente de acordo sexo, faixa etária e grau de instrução. Os dados utilizados para composição da amostra são obtidos junto ao IBGE, TSE e TREs.

Por que eu nunca respondi a uma pesquisa?

As pesquisas têm amostras médias de 2.500 entrevistas e no país há 126 milhões de eleitores, segundo o TSE. Assim, em um levantamento nacional, apenas um eleitor em cada grupo de aproximadamente 50.000 é entrevistado, ou seja, seriam necessários 50.000 levantamentos com essa amostra para atingir o total do eleitorado, sem que nenhum indivíduo seja pesquisado mais de uma vez.

Qual é o número mínimo de entrevistados para uma pesquisa de eleição presidencial acurada?

Segundo o Datafolha, as amostras nacionais têm entre 2.000 e 2.500 entrevistas, mas não há tamanho mínimo ou ideal para uma amostra eleitoral. O mais importante é a sua representatividade, ou seja, como são selecionados os entrevistados. Da mesma forma, para o Ibope o mais importante é o grau de similaridade da pesquisa com o universo pesquisado. O tamanho é calculado com base no grau de precisão que se deseja, no nível de detalhamento na análise dos resultados e dependendo do tempo e recursos disponíveis. Costuma-se utilizar amostras entre 2.000 e 3.000 entrevistados.

Como funciona o cálculo da margem de erro das pesquisas eleitorais?

Todas as pesquisa, por elas utilizarem amostra probabilística, têm margem de erro amostral. Esse erro é calculado em função do tamanho e da heterogeneidade da amostra e dos resultados obtidos. A margem de erro normalmente divulgada refere-se a uma estimativa de erro máxima para uma amostra aleatória simples. Assim, considerando o erro amostral, fica estabelecido um intervalo de confiança – limites para mais e para menos em relação ao valor obtido.

Qual tipo de intenção de voto é mais importante numa reta final de eleição: a espontânea ou a estimulada?

Segundo o Instituto Datafolha, o ideal é observar conjuntamente os resultados. As taxas obtidas na intenção de voto espontânea podem indicar o grau de consolidação do voto em um candidato, mas os resultados da pergunta estimulada são mais utilizados pelos analistas, pois apresentam menor taxa de indecisão e quanto mais próxima a eleição, maior é a tendência de que se aproximem dos resultados apurados. De acordo com o Ibope, os dois tipos de respostas são importantes: a espontânea mostra quem já está “firme com cada candidato” e a estimulada mostra como o eleitor se comportaria se tivesse de decidir naquele momento da entrevista.

Qual é o intervalo de tempo necessário para um determinado fato refletir-se no resultado da pesquisa?

Não há regra para determinar tal intervalo, pois depende de fatores como o grau de importância que o eleitor atribui ao fato, o destaque que ele terá no noticiário, o grau de conhecimento que o eleitor terá sobre o fato, entre outros. Existem fatos que podem alterar o resultado da intenção de voto muito rapidamente, até mesmo na véspera das eleições, e outros que levam mais tempo.

Que fatores garantem a credibilidade de uma pesquisa?

Pesquisas dependem das técnicas utilizadas e da eficácia com que são aplicadas, questionários e amostras bem elaborados, entrevistadores treinados e análises isentas dos resultados e identificação do contratante. Também asseguram a qualidade da pesquisa o modo de apresentação e divulgação dos resultados. E no caso de eleições, há regras importantes, como o registro no Tribunal Regional Eleitoral ou no Tribunal Superior Eleitoral.

Que fatores podem comprometer a credibilidade de uma pesquisa?

Amostras e questionários não muito claros, divulgação parcial dos resultados, divulgação dos resultados muito tempo depois do levantamento, divulgações mal feitas dos resultados pelos veículos de comunicação e a falta de registro no TSE ou TRE.

Fonte: Veja, Exclusivo On-line, ed. 1977, 11/10/2006 e website do STE.

Rápidas e Rasteiras:

Semana do Excepcional: promovida pela APAE de Bom Despacho, na qual se  comemorou nessa semana com diversas atividades destacando a importância para todos a valorização dos portadores de necessidades especiais.A todos os participantes e organizadores nossos parabéns.

Intercâmbio do Rotary: recém chegado da Tailândia o jovem Vítor Faria filho, de Marcos Faria e Sônia, proferiu na última reunião do Rotary Club Bom Despacho-Arraial palestra sobre o ano que passou no exterior. Na oportunidade ele contou diversas passagens que ocorreram durante o período que esteve estudando e conhecendo esse país.

Receita institui multa para pedidos indevidos de ressarcimento: pedidos de ressarcimento rejeitados terão multa de 50% do valor do crédito pleiteado. Se for comprovado que o empresário recebeu devolução por meio de informação falsa, a penalidade chegará a 100%.

Semana da Família: organizada pela igreja católica, a Semana da Família concentrou diversas atividades relacionadas a importância das boas relações familiares. Excelente tema para reflexão. Parabéns aos organizadores e participantes.

Saneamento é um dos principais desafios dos próximos governantes: futuros governadores e o novo presidente terão que enfrentar uma situação preocupante: só 43,2% da população têm o esgoto coletado e 34,6% dos dejetos recolhidos são tratados.

 

Feira de Pedras: não se esqueçam, será nos dias 10,11 e 12 de setembro no SESC-LACES Bom Despacho.

Prefeitura de Araújos é multada por cortar árvores ilegalmente: autuada pela Polícia Militar de Meio Ambiente depois de ter cortado ilegalmente 35 árvores que estavam plantadas entre uma mina d’água e uma lagoa, no Centro da cidade. A região era considerada de Área de Preservação Permanente (APP) e, segundo a legislação, para que o executivo realizasse o corte, seria necessário que as árvores estivessem, no mínimo, a 50 metros de distância da APP.

Este e outros artigos você encontra no blog HTTP://www.www.italonaweb.com.br

Posts Relacionados

Deixe uma resposta