Gerenciamento de crise: da tragédia vêm as oportunidades?

 

Durante a semana, um comentário feito em programa da GloboNews trouxe a seguinte reflexão: será que depois de muita tragédia alguém ou empresas podem se beneficiar para aproveitar oportunidades. Estou falando da desgraceira que virou o Japão, o comentário cruel e frio onde o jornalista dizia que as empresas de construção japonesas “andavam ruins das pernas” e agora poderiam aproveitar o ocorrido para uma certa recuperação.

Avaliando os índices econômicos que se traduzem numa verdadeira montanha russa, o nosso país passou por altos e baixos de desenvolvimento e nos últimos anos tem buscado a estabilidade. Em qualquer período haviam miseráveis, sobreviventes e uma parcela que sempre pôde se beneficiar das oportunidades, mantendo um nível de vida melhor que a grande maioria dos brasileiros.

 

Saber garimpar uma oportunidade, separar o pouco trigo de muito joio, não é tarefa fácil. Seja como funcionário de uma empresa ou com seu negócio próprio, o profissional acabará precisando de um insight, um brilho, uma “sacada” fenomenal. Mas, vem a pergunta certeira: de onde tirar o coelho da cartola? De onde galgar oportunidades? Como enxergar oportunidades? Existe uma máxima que é clara para isso: se você continuar a usar os mesmos procedimentos, encontrará os mesmos resultados. Gerenciar crise é primeiramente assumir a condição atual, em seguida usar ao máximo a criatividade. Criatividade não é apenas imaginar coisas que ninguém nunca havia pensado, é mais que isso, é identificar uma necessidade real e imediata e fazer com que ela possa ser atendida.

 

A devastação na qual se encontram devastadas centenas de quilômetros quadrados precisarão de um trabalho imenso de limpeza, organização, reconstrução e prevenção. Será um grande canteiro de obras durante anos, especialistas estimam 5 a 7 anos, caso os investimentos de recuperação sejam constantes. Para empresas que estão de pé será uma oportunidade e tanto para ganhar fortuna e participar de um momento histórico.

 

Por fim, oremos e enviemos energia positiva para nossos irmãos japoneses, eles estão precisando.

 

Rápidas e Rasteiras:

 

Cruzeiro quer ampliar parceria com Nacional de Nova Serrana: a diretoria do Cruzeiro mantém conversas constantes com dirigentes do Nacional de Nova Serrana, clube que disputa o Módulo II do Campeonato Mineiro. O objetivo é fortalecer a parceria que teve inicio em agosto de 2010. O acordo entre as equipes envolve ainda uma outra parceira cruzeirense, com o Iape-MA, clube que tem revelado jogadores com potencial repassados ao proprio Nacional para um período de observação. No último dia 14 o Nacional fez 6 a 0 no Poços de Caldas. Curiosidade, IAPE significa Instituto Amigos do Pereirinha, o Pereirinha é um grande benfeitor no Maranhão.

 

Dança na terra do Tio Sam: Ana Luiza (nasceu em BH) e Junio Teixeira, bondespachense, têm se apresentado em Nova Iorque. Criaram um tipo de serviço incomum: quem deseja abrilhantar sua festa com lindos passos de dança, basta contratá-los, vejam mais em www.dancesurprise.com.

dance surprise

 

Foto: divulgação

 

Dilma diz que crescimento não impede controle da inflação: a presidenta afirmou, em Uberaba (MG), que não negocia com a inflação, que pode ser controlada com a manutenção do crescimento e o aumento da oferta de bens e serviços, o que gera empregos.

 

Exemplo de Cidadania: essa semana recebi uma foto de uma coisa legal que o senhor Francisco José Alves Moreira fez na porta de sua casa. Ele é aposentado da CEMIG e membro da diretoria da Associação de Moradores, cultivou na porta de sua casa, na Rua Dona Ana Ismênia de Resende no Bairro São José, um frutífero pé de mexerica. Belo exemplo que deve ser seguido por todos, já pensaram como nossa cidade ficaria se em cada quarteirão tivéssemos dezenas de árvores produzindo frutos? Mande fotos para o contato da coluna contendo iniciativas como essa.

Pé de mexerica

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto: colaboração do Capivara.

 

Mini Maratona: no dia 10 de abril o SESC LACES Bom Despacho realiza a Minimaratona SESC/MG/LACES/BD. As inscrições devem ser feitas de 1º de março a 6 de abril, no LACES Bom Despacho (Av. Maria da Conceição Del Duca, 150 bairro- Jaraguá – de 10 às 18h) e nas academias Boa Forma (Rua da Olaria, 11 – Centro – de 9 às 20h), em Bom Despacho.  A taxa de inscrição custa R$10 para matriculados do SESC Minas e atletas com idade superior a 60 anos e R$15 para os demais competidores. Vamos participar.

 

Asilo São José: foi realizado no dia 18/03/2011 a Assembléia que definiu a nova diretoria do Lar do Idoso São José. O empresário e sempre atuante Armando Pereira Lima encerrou seu sexto mandato como presidente desta nobre instituição que cuida com muito zelo e amor de nossos idosos. Parabéns ao Armando pelo trabalho voluntário e desejamos ao Geraldo Majela de Araújo (Majela da Volks) e sua diretoria sucesso e muita garra para cuidar dessa importante instituição.

 

Quem vai receber a Medalha Coronel Tininho? a honraria é concedida a bondespachenses que residem fora da nossa cidade e têm se destacado de alguma forma na sua área de atuação. Você conhece um conterrâneo nosso que a mereça? Indique para o contato desta coluna, irei levar a sugestão para a Câmara Municipal, responsável pela homenagem.

 

UFMG faz parcerias e acelera pesquisas: a universidade ultrapassou a paulista Unicamp em pedidos de patentes no ano passado. A iniciativa é um indicativo da aplicação comercial da pesquisa da universidade mineira. Das 40 tecnologias licenciadas pela instituição, nove são de desenho industrial e quatro são licenciamento de conhecimento. A tecnologia de autoria da UFMG sobre amortecimento de calçado, aplicada a um modelo de tênis produzido pela Cromic, de Nova Serrana (MG), tornou-se um chamativo para as vendas da empresa de calçados. “Está se tornando o nosso principal produto”, disse o dono da Cromic, Júnior César da Silva, que adotou para o produto, vendido em lojas da cidade por R$ 70 o par, o nome comercial “aerobase”.

Este e outros artigos você encontra no blog HTTP://www.www.italonaweb.com.br

 

Contatos para esta coluna pelo e-mail engenharia@saletto.com.br.

 

Posts Relacionados

Deixe uma resposta