Eleições 2008: Bom Despacho vai eleger o prefeito do seu Centenário

No dia 1º de junho de 1912, o Estado de Minas Gerais oficializou a criação do município de Bom Despacho. O momento com certeza deve ter sido de muita euforia, a então criada cidade estava fervorosa com a instalação da ferrovia, a vila, estações e o movimento das cargas. Possivelmente o cidadão daquela época não poderia imaginar, como hoje tentamos, os grandes acontecimentos a seguir, dentre eles: construção da Igreja Matriz, hidrelétricas no rio Lambari, fábrica de tecido, diversas fábricas de móveis, extração de cristais, lapidação de pedras semi-preciosas, tudo isso acontecendo ao mesmo tempo na Bom Despacho do início do século XX.

O ano de 2008 é o ano da maturidade social e política de nossos munícipes. Depois dos muitos prefeitos e dirigentes políticos que tivemos, citados a seguir, já conhecemos o bastante para podermos escolher aquele prefeito que vai governar a cidade do dia 1º de janeiro de 2009 a 31 de dezembro de 1912. Cem anos após a consagração de vila a cidade, esse prefeito que iremos escolher em outubro próximo, terá a grande responsabilidade de planejar, gerenciar e projetar nosso município para anos de grandes acontecimentos, acompanhando o aquecimento da economia em Minas, principalmente em nossa região (expansão da CSN e Lafarge em Arcos, Embaré em Lagoa da Prata, White Martins em Campos Altos, Arcelor Mital em Martinho Campos, para citar alguns fatos).

Mas, no que este prefeito precisará ficar atento ? O que o “Prefeito do Centenário” precisará fazer para que Bom Despacho não perca o embalo dos bons ares dos investimentos públicos e privados ? O Município precisaria, não se limitando a eles, dos seguintes pontos:
– contas enxutas e em dia
– investimento pesado na educação, criando escolas profissionalizantes
– investimento em saneamento e estações de tratamento de efluentes (esgoto doméstico e industrial)
– criação de um anel rodoviário com pista dupla e iluminado
– política de fixação do homem no campo, como escolas técnicas rurais, incentivo a agricultura familiar
– manutenção dos prédios públicos e das vias urbanas
– fortalecimento dos museus da Cidade e Ferroviário
– fortalecimento de nossa cultura com apoio a Feira de Livros
– fortalecimento de nossa arte, apoio intenso ao artesanato local
– política de incentivo a criação de novas indústrias, aproveitando a provável duplicação da BR-262 até Nova Serrana

É claro que os pontos colocados anteriormente são “insights” que devem ser discutidos com a população.
Fica aqui a sugestão: que os candidatos a prefeito de 2008 se reúnam com a comunidade (casas de serviço, entidades sociais, polícias, escolas, igrejas, etc) e discuta com todos propostas para a comemoração do Centenário em 2012, não somente as festividades, mas também o que fará com que o município se desenvolva e promova qualidade de vida aos cidadãos.

Lista de Prefeitos de Bom Despacho desde 1912, cortesia de Jacinto Guerra, Livro Arraial da Senhora do Sol, Editora Piraquara, publicado no website HTTP://www.senhoradosol.com.br, vejamos:
Faustino Assunção
Pedro de Paula Gontijo
Antônio Guerra da Silva
Faustino Teixeira
Erotides Diniz
Domingos Mendanha
Flávio Cançado Filho
Wilson Lopes do Couto
João Pedro Araújo
José de Paula Marques Gontijo
Nicolau Teixeira Leite
Hugo Marques Gontijo
Cisalpino Marques Gontijo
Francisco Araújo Lopes Cançado
Antônio Leite de Oliveira
Roberto de Melo Queiroz
Geraldo Simão Vaz
Célio Luquine
José Cardoso de Mesquita
Célio Luquine
Haroldo de Souza Queiroz
Geraldo Simão Vaz
Haroldo de Souza Queiroz

Ítalo Coutinho, apoiador do Museu da Cidade e do Museu Ferroviário

Posts Relacionados

One thought on “Eleições 2008: Bom Despacho vai eleger o prefeito do seu Centenário

  1. A CIDADE ESTA PARADA NO TEMPO, DESCARACTERIZADA, SEM UMA CULTURA DEFINIDA, SEM HISTORIA, UMA CIDADE DE SENHORES, QUE NÃO MONTARAM UM PASSADO, QUE NADA ACONTECE.,
    BOA SORTE PARA VOCÊS

Deixe uma resposta