_MG_6135

Equipe do elenco Tudo por Diana

Era uma vez na livraria do Professor Ronan em 1993, 20 anos atrás! Juninho começava seus primeiros textos para Teatro, muitas vezes fui com ele ajudar a apresentar as peças em Luz, iniciava ali uma genialidade carismática e empreendedora. Pois bem, na semana passada…

 

Parece que o título traz sorte. “Tudo por Diana”, espetáculo do Grupo Fama apresentado nos dias 23 e 26/05, conseguiu em duas apresentações o feito de tirar de casa e levar ao Salão São Vicente mais de mil pessoas de todas as idades que em 1h20min esqueceram que o mundo lá fora existia e riu a valer com as peripécias de um peão apaixonado que fez de tudo para conquistar uma mocinha geniosa. Quase doze anos atrás, em setembro de 2001, a mesma história arrebanhou uma multidão ao mesmo local e fez a alegria de uma plateia ávida de opções de cultura em Bom Despacho marcando o início dos trabalhos do grupo.

Toda esta resposta calorosa é que move o Fama a driblar uma série de adversidades e seguir adiante a fim de suprir a falta de atrações teatrais para o público de Bom Despacho. E quem vai, sempre quer mais pelo diferencial dos espetáculos da companhia. “Temos o cuidado de não fazer meras histórias em que o público vai, assiste e volta pra casa. Tem de haver uma surpresa atrás da outra para que as pessoas levem aqueles personagens para casa e lembrem-se deles por um bom tempo”, conta Júnior de Sousa, autor e produtor, “a maioria de nossas peças conta com  muita música, interatividade e personagens que dialogam com a plateia o tempo todo criando um laço de intimidade fisgando a atenção desde o primeiro minuto de cena. Mas por trás de tanta espontaneidade lá estará o mais importante: uma história bem amarrada”, frisa.

E quem assistiu a esta versão de “Tudo por Diana” pôde conferir as performances dos artistas em musicais de “O meu sangue ferve por você”, de Sidney Magal, viajou com os personagens em brincadeiras com Titanic, Ghost, Indiana Jones, ET e até mesmo com a novela Salve Jorge e participou do programa “Show de Emoções”, uma paródia àqueles dominicais de antigamente onde rapazes enfrentavam apresentador e plateia em busca de pretendentes.

_MG_5900

Cena da peça

O Grupo Fama começou suas atividades em 2001 tendo como diretores Júnior de Sousa e Ítalo Laureano. Hoje, o grupo tem Júnior de Sousa como autor e diretor artístico e João Paulo Melo e Matheus Vargas como diretores de núcleo. Nestes doze anos, muitas histórias foram criadas e apresentadas em Bom Despacho e também na região e agora o grupo prepara-se para ver a peça “Amor a 2”, com Matheus Vargas e Estela Mara, estreando no segundo semestre em Belo Horizonte sob direção de um importante diretor da capital. “Ele leu, curtiu a história e firmou uma parceria conosco”, conta Júnior, sem adiantar muitos detalhes por enquanto. “Amor a 2” é a peça de mais apresentações do Fama e circulou por aproximadamente trinta cidades tanto em turnê própria quanto dentro do projeto Trilhas da Cultura, da antiga Belgo Mineira. “É um texto vitorioso”, conta Júnior, “ninguém resiste à história de um casal de namorados que de repente se vê morando sozinho na capital enfrentando as maiores loucuras para sobreviver e tendo que aturar a si mesmos. A graça da história vem da rotina de ambos que acabam protagonizando situações hilárias”. Está nos planos do grupo apresentações em Bom Despacho, no segundo semestre, após uma nova edição de “Três Mulheres e um amigo”, com a direção de Matheus Vargas e “Tonho Estrela”, com a direção de João Paulo Melo.

 Tanta movimentação serve para comprovar que Bom Despacho tem, sim, campo para as mais variadas manifestações artísticas e o Grupo Fama orgulha-se de fazer do teatro uma opção cultural para toda a população mesmo numa cidade onde não existe um local adequado para os espetáculos. “As parcerias com empresários nos ajudam bastante”, diz Júnior, “mas cada apresentação custa caro. Gastamos com gráfica, divulgação, aluguel do espaço, aluguel de som, iluminação, algumas peças precisam de uma trilha em playback, outras de figurinos e cenários mais aprimorados, mas nem por isso deixamos de fazer. O que vale é a recompensa que vimos na semana passada quando, após a peça, eram muitos que vinham nos agradecer pedindo mais, sempre mais, muitos deles acabando de assistir a um espetáculo pela primeira vez. Não dá mesmo para colocar um ponto final diante de um público tão carente de atrações de qualidade” E muitos também querem fazer teatro! Em breve, a equipe começará as oficinas que servirão para manutenção do elenco e ainda para descobrir novos talentos. Para isso, tem buscado novas parcerias para a manutenção de seus trabalhos com o intuito de ampliar a constância das produções. E quem nunca assistiu às peças do Fama não perca as próximas atrações e novidades. Valorizar a cultura é sempre bom. Valorizar o que feito por gente nossa é ainda melhor!

972015_10151393606475974_817014640_n

O público em uma das apresentações

 Painel

3 Secretarias suprimidas: na última semana o Prefeito Fernando Cabral anunciou que 3 secretarias (Cultura, Meio Ambiente, Agricultura) seriam agregadas a outras. O motivo declarado tem a ver com redução de custos. Iniciou-se assim um movimento forte nas redes sociais (mais especialmente no Facebook) cobrando o retorno da Secretaria de Cultura e Turismo. Esse movimento foi liderado pelos artistas da cidade e tem rendido boas discussões.

Acidentes na BR 262: esta semana outro acidente grave ocorreu na BR sentido capital mineira, próximo ao ponto chamado Café da Terra. Foi colisão frontal, possivelmente devido a ultrapassagem irregular. Esse tipo de acidente tem se tornado comum e apenas deixa claro a irresponsabilidade dos motoristas.

 

Posts Relacionados

Deixe uma resposta